Jóbson vai ao DP após briga com a mulher

Briga de família. Essa foi a expressão usada tanto pelo São Caetano como pela polícia para definir o incidente que levou o atacante Jóbson a passar a madrugada de ontem prestando depoimento na 3.ª Delegacia de São Caetano do Sul após uma briga com sua mulher, Thayne Bárbara.

O Estado de S.Paulo

13 de março de 2013 | 10h16

Mesmo assim, uma medida restritiva de urgência impede que o jogador tenha contato com Thayne já que foi acusado - por ela - de tentativa de agressão. O inquérito policial será concluído em 30 dias.

Por se tratar de um incidente pessoal e particular, o São Caetano não vai punir o atacante, dispensado dos treinos por dois dias. Ele deve voltar amanhã.

Se for confirmada a "briga familiar", o episódio terá sido café pequeno na carreira de Jobson Leandro Pereira. Em 2009, foi pego no exame antidoping pelo uso de cocaína, quando jogava pelo Botafogo. Negou, mas admitiu usar crack e foi punido por dois anos. Recorreu e ficou fora dos campos por cerca de um ano. Voltou ao Bahia em 2011, mas foi dispensado por indisciplina. Em março de 2012, poderia voltar ao Botafogo, mas foi rejeitado e está emprestado ao São Caetano.

Sem treinador. O técnico Geninho deixou o São Caetano, lanterna do Paulista. Os dirigentes não queriam sua saída, apesar de ter acumulado 6 derrotas e 1 empate. Paulo César Gusmão é o mais cotado a assumir.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.