USA Today Sports
USA Today Sports

Jogador da NFL ganha prata no salto em distância do Pan

Marquise Goodwin, de 25 anos, é wide reciever do Buffalo Bills

Estadão Conteúdo

22 de julho de 2015 | 20h41

Wide receiver do Buffalo Bills, Marquise Goodwin tem poucas chances de ganhar um título na NFL se não mudar de franquia na principal liga profissional de futebol americano. Mas, como saltador, ele agora é vice-campeão dos Jogos Pan-Americanos. Aos 25 anos, o atleta dos Estados Unidos ganhou a prata em Toronto no salto em distância.

Goodwin é um atleta versátil. Aluno de Austin, foi campeão mundial júnior do salto em distância, em 2008, e bronze na Universíada de 2011. Na Olimpíada de Londres, entretanto, fez o melhor salto da fase de classificação (8,33m), mas não repetiu o desempenho na final. Com aquele salto, teria sido campeão.

Depois disso, passou a ter o futebol americano como prioridade. Em maio de 2013, assinou com o Buffalo Bills, alcançando três touchdowns nas últimas duas temporadas. Agora que está de férias, decidiu participar da seletiva norte-americana e disputar o Pan.

Em Toronto, praticamente repetiu o resultado de Londres, com um salto de 8,27m (com vento de 2,5 m/s). Na última tentativa, chegou a passar 8,70m, mas a marca não foi validada porque ele queimou, pisando com a ponta do pé na linha.

A prova teve o melhor resultado do ano, com Jeffery Henderson, também dos Estados Unidos, que saltou 8,52m na sua sexta e última tentativa, a única com vento abaixo de 2,0 m/s. Agora ele é dono das três melhores marcas da temporada, além dos 8,54m que lhe deram o ouro e não foram homologados porque o vento estava em 4,1 m/s. Também é o 18.º do ranking de todos os tempos da prova.

Para o Brasil, noite de finais não começou nada bem. Na primeira prova da sessão, do salto em distância, Higor Alves marcou só um dos três primeiros saltos, alcançando 7,60m. Como só os oito melhores seguiam na prova e ele era o décimo colocado, acabou eliminado. Aos 21 anos, ele prometia mais, uma vez que fechou a temporada 2013 como melhor juvenil do mundo.

O outro brasileiro inscrito no salto em distância era Alexsandro Melo, de apenas 19 anos, que foi eliminado na fase de classificação e nem avançou à final. A boa fase dos dois garotos antes do Pan acabou deixando Mauro Vinicius da Silva, o Duda, fora da competição.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.