Jogador paquistanês de críquete é banido por cinco anos

Conselho Paquistanês de Críquete pune Shoaib Akhtar por críticas à política da entidade

Tony Jimenez, Reuters

01 de abril de 2008 | 10h08

O polêmico jogador paquistanês de críquete Shoaib Akhtar foi banido por cinco anos do esporte Bo país pelo Conselho Paquistanês de Críquete (PCB, em inglês) nesta terça-feira, por criticar a política do PCB.  O presidente do Conselho, Nasim Ashraf afirmou que a suspensão imposta ao jogador foi imposta pelo comitê disciplinar da entidade, e que Akhtar tem direito a apelar da decisão.  "Ele não pode jogar pela seleção do Paquistão e em qualquer lugar no território paquistanês, mas pode atuar na Liga Indiana de Críquete, que não está em nossa jurisdição", contou Ashraf.  Outro jogador, Danish Kaneria, que como Akhtar criticou a política do PCB com relação ao contrato dos atletas paquistaneses, sofreu apenas uma reprimenda.  "Ele [Akhtar] já estava sobre uma suspensão condicional por dois anos dada no ano passado", disse Ashraf, que completou: "Nós demos a ele várias chances para que parasse de atrapalhar o críquete paquistanês com suas ofenças, mas o conselho perdeu a confiança em Shoaib Akhtar."

Tudo o que sabemos sobre:
críqueteShoaib Akhtarsuspensão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.