Jogador se trata na Argentina desde domingo

Salvador Cabañas está bem perto de casa. Na verdade, no país vizinho. Desde o domingo, o atacante da seleção paraguaia e do América do México faz sua recuperação na Clínica Fleni, em Escobar, cidade a 50 quilômetros ao norte da capital da Argentina, Buenos Aires.

, O Estadao de S.Paulo

23 de março de 2010 | 00h00

Fazer o tratamento na Argentina foi uma exigência da família da Cabañas, já que seria muito complicado para eles acompanhá-lo em Miami, nos Estados Unidos, como pretendiam os dirigentes do América. O clube mexicano aceitou trazê-lo para Escobar e arcará com todas as despesas médicas do tratamento do seu grande ídolo.

Desde o acidente, a mulher do jogador, María Alonso, e os pais, Basilia e Dionisio, acompanham, de perto, tudo que se passa com o artilheiro da seleção. São quase dois meses distantes de casa. Cabañas tem dois filhos pequenos e um irmão mais novo.

"Foi uma viagem boa, ele está contente por vir fazer a recuperação na Argentina e estamos confiantes que tudo seguirá bem", afirmou María Alonso.

Domingo, ao saber que Cabañas viria para a Argentina, os paraguaios saíram às ruas para festejar. Caravanas, com buzinaços, bandeiras e cartazes com a foto do ídolo tomaram as principais avenidas de Assunção.

O neurocirurgião paraguaio Celso Fretes é quem comanda a equipe médica responsável pelo tratamento de Cabañas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.