Jogo deve marcar o adeus de vários atletas

No começo da semana, Kléber avisou que a partida contra o Botafogo poderia ser a última de vários atletas com a camisa alviverde. Ele mesmo se incluiu nesse pacote. Além do atacante, outros sete atletas estão com contrato no fim: Martinez e Alex Mineiro (estão suspensos hoje), Roque Júnior, Denilson e Léo Lima (assinaram contrato de produtividade), Leandro, Alex Mineiro e Élder Granja, que já declarou que não fica no Palestra em 2009."Isso é normal em qualquer clube", discursou Vanderlei Luxemburgo, referindo-se às mudanças que estão por vir.Se os paulistas podem perder peças, ao menos não falta motivação para o decisivo jogo. O que não ocorre com o rival. O técnico Ney Franco teve dificuldades durante a semana: encontrar motivação para seu time encerrar bem a participação no Brasileiro. A equipe já jogou a toalha na competição há várias rodadas e, com salários atrasados, anda desmotivada - na semana passada, perdeu por 3 a 1 para o Figueirense, de forma melancólica, em pleno Engenhão.A situação no clube carioca não é nada boa: salários atrasados há três meses e nenhuma perspectiva de que haverá uma solução rápida para o impasse. Por isso, Carlos Alberto deixou o clube e Túlio anunciou sua saída. E na sexta-feira o volante Diguinho pediu dispensa do clássico para assistir no Rio Grande do Sul à missa do irmão, Vagner, que morreu há um ano num acidente de moto. Diguinho não atuará no Palestra Itália e pode estar saindo do Botafogo, pois já revelou ter recebido propostas de outros clubes. A partida pode ter ainda um tom de despedida para outros jogadores, como Lucio Flavio e Jorge Henrique.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.