, O Estado de S.Paulo

14 de dezembro de 2010 | 00h00

Ferrari celebra liberação das ordens de equipe

"Finalmente demos adeus a esta hipocrisia inútil." Foi assim que o chefe de equipe da Ferrari, Stefano Domenicali, comentou o fim da proibição do jogo de equipe. Nesta temporada, o time italiano foi multado após mandar Felipe Massa abrir espaço para que Fernando Alonso vencesse o GP da Alemanha.

NÚMEROS

jogo da semifinal (série melhor de cinco) do Paulista Masculino de Basquete será disputado hoje, às 21h, entre Pinheiros e Franca. A outra série, entre Araraquara e Limeira, começa amanhã, em Matão.

4

derrotas em quatro jogos: o Sevilla sofreu com a ausência de Luís Fabiano, que não joga há três semanas por causa de lesão muscular. Recuperado, o atacante deve reforçar o time amanhã, contra o Borussia Dortmund, pela Liga Europa.

DOPING NA ESPANHA

Marta Domínguez nega ser traficante de drogas

Campeã mundial dos 3 mil metros com obstáculos, a espanhola negou que a polícia tenha encontrado substâncias dopantes em sua casa e que ela é apenas testemunha na Operação Galgo, que investiga uma rede de doping no país.

CAMPEONATO INGLÊS

Manchester assume a ponta ao bater Arsenal

O Manchester United (34 pontos) levou a melhor no clássico que valia a liderança do Campeonato Inglês ao bater o Arsenal (32) por 1 a 0, gol de Park. Rooney ainda perdeu pênalti.

COPA 2014

Maracanã aos pedaços

As obras de reforma do Maracanã chegaram agora ao anel

superior, que começou a ser demolido para que as arquibancadas sejam prolongadas até o nível do gramado.

BASQUETE

Após dois meses, Fiba pune chineses por briga

A Federação Internacional de Basquete (Fiba) suspendeu e multou o técnico Robert Donewald Jr. e três jogadores da seleção chinesa pela briga generalizada contra os jogadores do Joinville, que representavam a seleção brasileira em amistosos, em outubro. A Federação Chinesa ainda terá de pagar multa de R$ 20 mil. Sobrou, também, para os árbitros: os três juízes estão proibidos de apitar, por um ano, partidas internacionais. Para o secretário-geral da Fiba, Patrick Baumann, a punição é exemplar. "Avisamos, assim, que esse tipo de violência é inaceitável."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.