, O Estado de S.Paulo

17 de agosto de 2011 | 00h00

"Estadão ESPN" discute aumento do orçamento

Quando o Brasil foi escolhido para receber a Copa do Mundo de 2014, o País estipulou R$ 1,75 bilhão de investimentos em estádios para o evento. Quatro anos depois, o orçamento já pulou para R$ 5,8 bilhões, um aumento de 140% (contabilizada a inflação do período). A rádio Estadão ESPN (FM 92,9 e AM 700) apresenta reportagem de Wellington Carvalho com os dados do aumento abusivo dos valores na programação de hoje. A partir das 7h30, o tema também será discutido durante o programa Estadão no Ar, apresentado por Leandro Modé e Vanessa Di Sevo.

TÊNIS

Serena Williams vence

o seu 12º jogo seguido

Uma lesão manteve Serena Williams afastada das quadras por um ano, mas depois de cair para 480.ª no ranking ela mostra recuperação. Ontem enfileirou a 12.ª vitória seguida após Wimbledon diante da checa Lucie Hradecka - 6/3 e 7/6 (7/5) - na estreia em Cincinnati.

NÚMEROS

1,5 bilhão de reais

pagou empresa do Catar pelo direito de vender 1.439 de 2.818 quartos da Vila Olímpica dos Jogos de Londres. O investimento total feito pela Autoridade Olímpica foi de R$ 2,9 bilhões para retorno de R$ 2,2 bi.

17 anos durava

recorde brasileiro do arremesso do peso batido por Ronald Julião. Ele marcou 18,72m na Universíade, na China.

Bolt já respira Mundial

O campeão olímpico e recordista dos 100 e 200 m rasos, Usain Bolt, chegou com alvoroço ontem a Daegu, na Coreia do Sul, onde defenderá o título no Mundial de Atletismo a partir do dia 27.

JUSTIÇA DESPORTIVA

Denúncia de ameaça de árbitro será investigada

O procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Paulo Schmitt, encaminhou ontem ao STJD pedido de instauração de inquérito para apurar denúncias de atletas do Flamengo de que teriam sido ameaçados pelo árbitro Heber Roberto Lopes durante o jogo contra o Figueirense, domingo, em Santa Catarina. Com a instauração do inquérito, serão intimados a comparecer ao plenário do STJD, no Rio, Heber Roberto Lopes e atletas do Flamengo envolvidos na polêmica, entre eles Ronaldinho Gaúcho. Até ontem, a CBF não recebeu representação do clube carioca.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.