Jogos de Inverno são abertos nos EUA

Sob uma camada recente de neve e um reforço sem precedentes na segurança, os Estados Unidos deram as boas-vindas aos Jogos Olímpicos de Inverno na madrugada deste sábado. A Cerimônia de Abertura, realizada no Estádio Olímpico Rice-Eccles, localizado nas Montanhas Wasatch, prestou um tributo aos heróis da mitologia norte-americana, dos pioneiros do Velho Oeste aos milhares que pereceram nos atentados de 11 de setembro. O ponto alto da festa foi o momento em que uma guarda de honra formada por atletas, policiais e bombeiros da cidade de Nova York adentrou o estádio portando uma esfarrapada bandeira norte-americana que foi recuperada dos escombros do World Trade Center. A arquibancada lotada caiu em silêncio ao avistar a bandeira. Os organizadores do evento tinham esperanças de conseguir hastear a bandeira, mas suas péssimas condições de conservação não permitiram. O presidente dos Estados Unidos, George W. Bush assistiu, ao lado do presidente do Comitê Olímpico Internacional, Jacques Rogge, a entrada da guarda de honra no estádio, ao som do Hino Nacional Norte-americano, entoado pelas mais de 360 vozes do Coral Mormon Tabernacle. Os jogos marcam, para o público norte-americano, uma pausa no período de luto definido pelo terrorismo e pela guerra, pelo antraz e pelos infortúnios da economia, que já dura cinco meses. Esta noite, ante um estádio com a lotação máxima de 55 mil espectadores e uma audiência televisiva mundial de mais de 3 bilhões de assistentes, os Estados Unidos tiveram uma chance de festejar. O sistema de segurança da festa, entretanto, foi montado para ser extraordinariamente rígido, por conta do medo de ataques terroristas. O plano de segurança ficou orçado em US$ 310 milhões e é o mais extenso e o mais caro para um evento esportivo, até os dias de hoje. Durante as próximas duas semanas, 15 mil soldados, agentes do serviço secreto, policiais e voluntários irão revistar espectadores e monitorar as ruas e céus da cidade, atrás de possíveis ameaças. Precauções extras também foram tomadas durante a Cerimônia: o Aeroporto Internacional de Salt Lake City suspendeu todos os vôos por quatro horas, durante o evento, e o sistema de trens que serve o estádio também foi suspenso. Do lado de fora do estádio, os espectadores tiveram que aguardar horas em uma fila para passar nos detectores de metal antes de entrar. No desfile das delegações, atletas de 77 países desfilaram ao lado de suas bandeiras nacionais. A Grécia, como manda a tradição olímpica, foi a primeira delegação a entrar, e o time da casa fechou o cortejo. Cerca de 2,5 mil atletas vão competir durante 17 dias por 477 medalhas em 78 disputas ? números que fazem dessa a maior Olimpíada de Inverno já disputada. A ação tem início no sábado, com competições de esqui cross-country, hockey, e patinação artística, dentre outros esportes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.