Jogos Europeus têm segundo caso de doping no Azerbaijão

Os Jogos Europeus, que estão acontecendo em Baku, no Azerbaijão, conheceram neste sábado o seu segundo caso de doping. Campeão dos 3.000 metros com obstáculos no atletismo, a atleta local Chaltu Beji, de apenas 18 anos, foi pega em exame antidoping pelo consumo de um esteroide anabolizante cujo nome em inglês é "osterine".

Estadão Conteúdo

27 de junho de 2015 | 10h57

Nascida na Etiópia e naturalizada para correr pelo Azerbaijão, Beji foi desclassificada da prova e suspensa pelo Comitê Olímpico Europeu. Nos Jogos Europeus, entretanto, o atletismo vale como uma competição coletiva, e por isso a atleta não havia recebido uma medalha de ouro.

O doping não afeta a classificação geral do atletismo, que teve vitória da Eslováquia e o Azerbaijão no quinto lugar. A única mudança é que agora Olesea Smovjenco, de Moldova, é a recordista da prova nos Jogos.

O primeiro caso de doping em Baku havia sido Rexhildo Zeneli, um boxeador albanês de 19 anos, que testou positivo para o diurético furosemida antes mesmo de competir.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismodopingJogos Europeus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.