Joinville perde dois pênaltis e só empata em casa com o Bragantino

Joinville e Bragantino fizeram jogo crucial na briga contra o rebaixamento pela 35.ª rodada da Série B do campeonato Brasileiro nesta terça-feira. O empate por 1 a 1 foi ruim para as duas equipes, mas ainda mais sofrido para o time da casa, que teve dois pênaltis perdidos por Jael nos minutos finais e defendidos pelo goleiro Renan Rocha. Após o apito final, o atacante se sentou no campo e chorou copiosamente, imitado por vários torcedores nas arquibancadas.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

08 de novembro de 2016 | 23h48

Com o resultado, os catarinenses permanecem na 17.ª colocação, agora com 34 pontos, três a menos do que o Oeste, primeiro time fora da zona do rebaixamento. O Bragantino, em 18.º, tem 32 pontos. Com mais três jogos até o final da competição, a situação das duas equipes é complicada na luta contra a degola.

Empurrado pela torcida, o Joinville partiu para o ataque no primeiro tempo, mas não conseguia vazar a retranca armada pelo adversário. Bem postado na defesa, o Bragantino conseguia conter os avanços do time da casa, mas na hora de sair em contragolpe, desperdiçava a posse de bola com erros de passe.

Aos poucos, o Bragantino foi equilibrando as ações do jogo e passou a também incomodar o goleiro Jhonatan, mas ainda de forma tímida. Sem lances de muito perigo, a primeira etapa terminou com o empate por 0 a 0.

O time da casa voltou do intervalo determinado a sair na frente, mas o Bragantino seguia se defendendo. Aos seis minutos, em lance incrível, Jael teve duas chances de bater para o gol sozinho dentro da grande área. Na primeira, o goleiro Renan Rocha praticou linda defesa e, no rebote, o zagueiro Gabriel Dias evitou o gol cortando a bola em cima da linha.

No entanto, justamente quando o Joinville dava sinais de que poderia abrir o placar, o Bragantino respondeu de forma letal. Aos 18 minutos, a bola foi arremessada para área em cobrança de lateral, passou por Rafael Grampola e chegou a Alan Mineiro, que bateu de primeira e marcou o gol da equipe paulista.

A resposta do Joinville saiu aos 34 minutos, em cruzamento rasteiro de Erick Luis pela direita que Jael completou para o gol, empatando a partida.

Apenas três minutos mais tarde, os catarinenses tiveram uma chance de virar a partida em cobrança de pênalti, após a bola bater no braço do zagueiro Juliano dentro da área. Mas o goleiro Renan Rocha defendeu o chute de Jael para desespero dos torcedores.

No entanto, aos 42 minutos, Everton Dias derrubou Erick Luis na área e o Joinville teve nova penalidade máxima para cobrar. Jael cobrou no canto direito e novamente parou em boa defesa de Renan Rocha, que garantiu o empate e saiu como herói do Bragantino.

O Joinville volta a campo na próxima sexta-feira, às 20h30, quando enfrenta o Goiás no Estádio Olímpico de Goiânia (GO) pela 36.ª rodada da Série B. No sábado, às 16h30, o Bragantino recebe o Vasco no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).

FICHA TÉCNICA

JOINVILLE 1 X 1 BRAGANTINO

JOINVILLE - Jhonatan; Reginaldo, Danrlei, Ligger e Fernandinho; Kadu (Claudinho), Tinga e Juninho; Fernando Viana (Erick Luis), Aldair (Carlos Alberto) e Jael. Técnico: Ramon Menezes.

BRAGANTINO - Renan Rocha; Gabriel Dias, Juliano e Marcel; Edson Sitta (Gabriel Nunes), Everton Dias, Alan Mineiro (Lincom) e Fabiano; Rafael Grampola, Anderson Ligeiro e Vitor Hugo (Adenilson). Técnico: Estevam Soares.

GOLS - Alan Mineiro, aos 18, e Jael, aos 34 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wagner Reway (MT).

CARTÕES AMARELOS - Tinga (Joinville); Gabriel Dias, Marcel, Edson Sitta e Alan Mineiro (Bragantino).

RENDA - R$ 82.020,00.

PÚBLICO - 8.089 pagantes.

LOCAL - Arena Joinville, em Joinville (SC).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.