Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Jonathan não sabe se suporta todo o jogo

Enquanto Elano nem precisou se esforçar muito para reestrear, seis anos depois, como se jamais tivesse deixado o Santos, Jonathan ainda está longe de ser o reforço imaginado por Adilson Batista. O próprio jogador reconhece que vai precisar de cuidados especiais para readquirir a forma física e poder provar ao torcedor que é o jogador certo para a lateral direita.

Sanches Filho,

23 de janeiro de 2011 | 00h35

Jonathan se apresentou no início da temporada com um problema no púbis e quatro quilos acima do peso. Fez tratamento, livrou-se de dois quilos e, pela sua avaliação, teve desempenho aceitável diante do Mirassol. Hoje, Jonathan terá um desafio bem maior: correr no meio da tarde (16 horas, pelo horário normal), na escaldante Presidente Prudente, contra um adversário que perdeu nas duas primeiras rodadas e precisa da recuperação em casa. "Não sei se terei condições para aguentar os 90 minutos. Vou jogar até quando der"", disse o jogador.

Nos últimos dias, Jonathan tem trabalho dobrado. Além de participar dos treinos normais, cumpre uma programação específica para que esteja 100% até a estreia na Copa Libertadores, no dia 15 de fevereiro, contra o Deportivo Táchira, na Venezuela.

"Sei que posso melhorar muito na parte física e, em consequência, readquirir ritmo de jogo. Mas isso só acontecerá atuando seguidamente. Preciso diminuir o peso e o ideal para mim seria a pré-temporada ter uns 25 dias. Já conversei com um preparador e vou fazer um trabalho à parte para chegar ao meu peso"", disse o ex-cruzeirense.

Na quinta-feira, enquanto os titulares realizaram trabalho de recuperação, Jonathan correu em volta dos campos do Centro de Treinamento Rei Pelé e nos dois últimos dias repetiu a dose. Ele é um jogador forte e com tendência a ganhar peso e por isso segue dieta pouco calórica por determinação da nutricionista Sandro Merouço, além de ter acompanhamento permanente do fisiologista Luiz Fernando de Barros. "Acredito que em menos de um mês eu estarei na forma ideal"", concluiu Jonathan.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.