Focke Strangmann/EFE
Focke Strangmann/EFE

Jorge Dueñas lamenta derrota, mas pede foco ao Brasil para 'decisão' no handebol

Seleção feminina do País precisa vencer Montenegro para avançar no Mundial

Estadao Conteudo

06 de dezembro de 2017 | 21h46

Após mostrar uma defesa consistente e um ataque mais efetivo, o Brasil não conseguiu segurar a força da Dinamarca e acabou superado na quarta partida do Mundial Feminino de Handebol, em Oldenburg, na Alemanha. O placar final foi de 22 a 20. Agora, a equipe nacional precisa vencer Montenegro, nesta sexta-feira, para garantir a classificação para as oitavas de final.

+ Leia mais sobre o Mundial de Handebol

O técnico da seleção brasileira, o espanhol Jorge Dueñas, lamentou muito a derrota para as dinamarquesas, mas pede foco para a rodada final. "Nós jogamos nosso melhor jogo do campeonato, mas não foi suficiente para ganhar. Tínhamos diante do nós um grande time. Mas ainda temos a chance de ir para as oitavas, temos que ganhar de Montenegro. Vamos focar nisso agora", disse.

A ponta direita Jéssica Quintino fez dois gols na partida desta quarta-feira e afirmou que a equipe entrou com a consciência da responsabilidade que tinha. "Sabíamos que hoje (quarta) tínhamos que vencer para ir para as oitavas. Conversamos que precisávamos ser um time, ir juntas. Tínhamos que mostrar que éramos um bom time. Hoje brigamos, mostramos que estamos no campeonato e iremos lutar na sexta-feira para chegar às oitavas de final", comentou.

No Grupo C do Mundial, a já classificada Rússia lidera com oito pontos, a Dinamarca vem em seguida com seis, Montenegro em terceiro tem quatro, o Brasil em quarto tem três pontos, seguido por Japão também com três e a Tunísia em último sem nenhum ponto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.