Jorge Zarif termina o Mundial da classe Finn em 16º lugar

Velejador brasileiro faturou título da competição em 2013

Estadão Conteúdo

10 de setembro de 2017 | 13h47

O brasileiro Jorge Zarif encerrou neste domingo a sua participação no Mundial da classe Finn, realizado no lago Balaton, na Hungria, na 16ª posição. A competição, que não teve duas das suas dez regatas realizadas por causa da falta de ventos, foi vencida pelo sueco Max Salminen.

O campeão olímpico em 2012 fechou a competição com apenas 47 pontos perdidos, considerando o descarte. O segundo lugar ficou com o francês Jonathan Lobert, bronze nos Jogos de Londres, a apenas um ponto do campeão, com o holandês Nicholas Heiner na terceira posição, a três do sueco. Além de Zarif, o Brasil também foi representado no Mundial por Andre Mirsky, apenas o 66º colocado entre os 113 participantes.

Zarif foi campeão do Mundial da classe Finn em 2013 e também esteve próximo de ir ao pódio na Olimpíada do Rio, no ano passado, quando foi o quarto colocado. Mas não esteve nem perto de repetir esse desempenho no Hungria, já tendo problemas na primeira regata, na última segunda-feira, quando não conseguiu completá-la. Na outra disputa do dia, ele foi o 11º colocado.

Na terça-feira, o segundo dia da competição, Zarif conseguiu um sexto lugar e uma 43ª posição. No dia seguinte, terminou as regatas em 33º e 25º lugares. A quinta-feira teve só uma regata, vencida pelo brasileiro. A falta de ventos deixou a competição sem regatas na sexta-feira e no sábado.


Neste domingo, então, na última disputa na Hungria, a medal race, Zarif foi o 15ª colocado. O resultado o levou a fechar o Mundial da classe Finn com 149 pontos perdidos e em 16º lugar.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
VelaVelaJorge Zarif

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.