Paulo Fernandes|Divulgação
Paulo Fernandes|Divulgação

Jorginho exalta título invicto do Vasco em meio a uma 'extrema dificuldade'

Técnico festeja a primeira conquista da sua carreira

Marcio Dolzan, Estadão Conteúdo

08 de maio de 2016 | 19h42

A conquista do Campeonato Carioca de forma invicta teve um gosto especial e tirou um peso das costas do técnico Jorginho. O título foi o primeiro dele como treinador e coroou um trabalho que iniciou, como ele mesmo definiu, "no olho do furacão". O comandante assumiu o clube em 17 de agosto do ano passado, quando o Vasco amargava a lanterna do Campeonato Brasileiro. Não conseguiu evitar o rebaixamento, mas recuperou a autoestima dos atletas e da torcida.

"Estou muito feliz por viver essa emoção no meu Estado, no meu país, da forma como foi. É a concretização de um trabalho realizado com muita seriedade e extrema dificuldade desde o ano passado. Quando eu cheguei aqui, em 17 de agosto, foi no olho do furacão e conseguimos construir isso junto com os jogadores", disse Jorginho, após o empate por 1 a 1 com o Botafogo, resultado que deu o título estadual.

O técnico admitiu que teve dias difíceis. "A gente fica apreensivo, dorme pouco. Vivi isso muito como jogador, mas a responsabilidade é outra como treinador. Bati muito na trave e com alguns bons trabalhos. Lembrei principalmente contra o próprio Botafogo, com o América, que vencíamos por 1 a 0 e veio a virada por 3 a 1. Vem essas coisas na cabeça quando tomamos 1 a 0. Mas eu tinha muito convicção, eu comecei a motivar meus jogadores naquele momento, que a gente não poderia ser abater e eles tiveram uma resposta muito rápida", comentou Jorginho.

O treinador também fez questão de elogiar o trabalho de Ricardo Gomes no Botafogo. O técnico do time vice-campeão assumiu a equipe na metade do ano passado após ficar quatro anos afastado do futebol devido a um AVC. Desde que voltou ao futebol, levou o clube de General Severiano ao título da Série B do Campeonato Brasileiro e agora à final do Campeonato Carioca.

"Eu quero parabenizar o Ricardo Gomes pelo excelente trabalho que realizou no Botafogo e desejar sucesso pra ele. É um grande amigo e estou muito feliz em ver o meu irmão recuperado e trabalhando à beira do campo", afirmou Jorginho. "A gente fez uma final digna de dois grandes clubes, de grande massa".

Agora, Jorginho já mira a Série B. E ele alerta que o Vasco precisa se reforçar se quiser retornar à elite sem sobressaltos. "A gente já vem tendo algumas conversas internas em relação a algumas possibilidades. Nós sabemos o que queremos conquistar este ano e para isso precisamos de algumas contratações pontuais", revelou. "Serão contratações bem pontuais, mas o mais importante é manter os jogadores que estão terminando seus contratos".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.