Jovem da Ponte é aposta para substituir Rogério

São Paulo apresenta o goleiro Denis, promessa de apenas 21 anos, no dia do 36.º aniversário do camisa 1

Bruno Deiro, O Estadao de S.Paulo

23 de janeiro de 2009 | 00h00

No dia em que Rogério Ceni completou 36 anos, o São Paulo apresentou ontem o goleiro Denis, de apenas 21 anos, uma das apostas da diretoria para a futura sucessão do maior ídolo do clube clube na atualidade. Vice-campeão paulista pela Ponte Preta no ano passado, o jogador sabe que o caminho até o time titular é longo. "Primeiro preciso conquistar a confiança dentro do clube para, sem data definida, brigar para ser titular." Há quase 20 anos no clube, o titular da posição ainda nem fala em aposentadoria. Rogério Ceni esperou por sete anos na reserva de Zetti até virar titular absoluto, em 1997. "Estou ciente de que vou treinar muito e projeto um bom tempo na reserva", disse Denis. O discurso moderado do novo reforço são-paulino é de quem sabe que a vaga de sucessor de Rogério está aberta. O reserva imediato, Bosco, tem 34 anos. O principal adversário de Denis é o atual camisa 41 do São Paulo, Leonardo. Com apenas 18 anos, ele tem sido um dos destaques do Tricolor na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Na última terça-feira, contra o Internacional, saiu de campo como herói depois de defender o pênalti que garantiu a vaga ao time paulista na semifinal.Denis chega ao São Paulo por indicação de Milton Cruz, auxiliar técnico do time profissional do São Paulo e homem de confiança do técnico Muricy Ramalho. O jogador diz que começou a chamar a atenção do clube em 2007. Após sete anos na Ponte Preta, afirma estar feliz de poder jogar ao lado do ídolo. "Eu me espelhei nele (Rogério), como muitos que estão começando. Vou aprender muito com a experiência dele." Ontem, o zagueiro Renato Silva festejou seu desempenho na primeira partida com a camisa do São Paulo, no empate por 1 a 1 com o Ituano. "Foi fácil jogar ali", garantiu. A falta de preparo, natural no início da temporada, foi a principal dificuldade. "As faltas na defesa, no fim do jogo, eram mais pela falta de pernas", brincou. No domingo, o São Paulo pega a Portuguesa no Canindé, às 17 horas. De acordo com Muricy, o time deverá ter de quatro a cinco alterações em relação ao time da estreia.EQUÍVOCO A Federação Paulista de Futebol (FPF) admitiu, ontem, equívoco ao ameaçar barrar a participação de Rogério na partida entre São Paulo e Ituano. No episódio, denunciado pelo próprio goleiro depois da partida, o quarto árbitro foi ao vestiário do Tricolor para notificar o clube de que o jogador havia recebido o terceiro cartão amarelo no último confronto do Campeonato Paulista de 2008 e estaria de fora da estreia.Ceni chegou a negar ter recebido a advertência na segunda partida contra o Palmeiras pelas semifinais, mas de fato recebeu. Apesar disso, porém, o regulamento da CBF e da FPF prevê que a punição não pode ser aplicada em outra edição e o jogador estaria liberado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.