Jovem enxadrista desaparecido no Brasil volta a Lima

Uma jovem promessa do xadrez do Peru, Emilio Córdova, de 15 anos, voltou nesta segunda-feira a Lima a partir do Brasil sob influência do pai, após ter ficado sem querer retornar a seu país por causa da paixão por uma brasileira. O último campeão do Sul-Americano de Xadrez de Córdoba (Argentina), disputado em janeiro, chegou nesta segunda ao aeroporto internacional de Lima junto com o pai, Arturo, que viajou a São Paulo para exercer seus direitos, já que Emilio é menor de idade. Córdova participou do torneio argentino e depois viajou ao Brasil por sua conta, para participar de campeonatos. No entanto, em São Paulo, conheceu Adriane Oliveira, uma mãe solteira de 29 anos, que trabalha em uma boate, ficou perdidamente apaixonado pela moça, e se recusava a voltar a seu país de origem. Nas semanas seguintes a que conheceu Adriane, Emílio vendeu seu laptop que levava nos torneios para continuar na cidade. Mas quando o dinheiro acabou, ligou a seu pai pedindo por mais com a justificação de que estava doente.Com o ´sumiço´ do jovem enxadrista, a imprensa peruana começou a investigar seu caso e se descobriu que Emílio havia largado tudo e já começava a ser conhecido na noite da capital paulista como freqüentador de boates de uma área de prostituição da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.