Judô dá mais 5 medalhas ao Brasil e Renzo Agresta leva ouro nos Jogos Militares

O Brasil conquistou 11 medalhas nesta terça-feira, no quinto dia de disputa dos Jogos Mundiais Militares, com destaque para os judocas do País. Todos os seis lutadores que competiram nesta terça em Mungyeong, na Coreia do Sul, no último dia do judô no evento, disputaram medalhas e cinco deles tiveram êxito na disputa.

Estadão Conteúdo

06 de outubro de 2015 | 16h25

Eduardo Bettoni (90kg), porém, foi o único a faturar a medalha de ouro. Walter Santos (mais de 100kg) e Maria Portela (70kg) ficaram com a prata, enquanto Nádia Merli (78kg) e Rochele Nunes (mais de 78kg) levaram o bronze. Já Luciano Correa (100kg) foi derrotado na disputa pelo bronze.

"Eu já sabia que não seria fácil. Todos os atletas que competiram eram de um nível alto, e minha categoria (até 90 kg) era a mais cheia. Mas estou bem treinado e bem preparado", disse Bettoni. "O foco agora é treinar cada vez mais, pensando nos Jogos Olímpicos de 2016", completou o brasileiro, que venceu o argelino Rachid Assameur na final com um ippon.

Com esses resultados, o Brasil confirmou o seu favoritismo no judô e fechou as disputas do esporte em primeiro lugar no quadro de medalhas, com cinco ouros, três pratas e três bronzes.

ESGRIMA - O esgrimista Renzo Agresta conquistou uma medalha inédita para o Brasil ao levar o ouro no sabre. Os Jogos Mundiais Militares foram a primeira competição dele na temporada 2015/2016, em que tentará obter a vaga na Olimpíada de 2016.

Renzo ocupa a 18ª posição do ranking mundial, mas é o 14º do mundo no ranking olímpico - são considerados apenas dois atletas por país. E são justamente 14 as vagas diretas para os Jogos do Rio. "Joguei bem, ganhei de toda a equipe da Alemanha e, na final, ganhei de um italiano (Giovanni Repetti) por 15 a 4", contou o brasileiro, que conquistou a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, em julho.

OUTROS ESPORTES - Quem também brilhou nesta terça nos Jogos Mundiais Militares foi a velocista Rosângela Santos, que venceu a disputa dos 100 metros com o tempo de 11s17, novo recorde do campeonato. Já Darlan Romani levou o ouro no arremesso de peso com a marca de 20,08 metros.

No ciclismo, o Brasil faturou duas medalhas nesta terça nas provas do contra-relógio. Magno do Prado Nazaret conquistou o ouro entre os homens com o tempo de 42min05s20, enquanto Ana Paula Polegatch ficou com a prata ao marcar 35min02s91. O tiro esportivo também rendeu um ouro ao Brasil, na disputa por equipes da pistola central (25m), com Júlio Almeida, Emerson Duarte e José Carlos Iengo.

QUADRO DE MEDALHAS - O Brasil encerrou a terça com 19 medalhas, sendo dez de ouro, seis de prata e três de bronze, em segundo lugar no quadro dos Jogos Militares, atrás da Rússia, que soma 34 medalhas, sendo 18 de ouro, e à frente da China, que já faturou 21, mas apenas seis de ouro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.