Judô reúne olímpicos para disputar Pan-Americano

A elite do judô brasileiro vai competir pela primeira vez junta em 2013 no Campeonato Pan-Americano que será realizado em San José (Costa Rica), entre 18 e 20 de abril. A convocação para a competição foi feita nesta quarta-feira e conta com 18 nomes, a maioria deles atletas que estiveram nos Jogos Olímpicos de Londres.

AE, Agência Estado

27 de março de 2013 | 18h01

A novidade fica por conta da permissão, por parte da Federação Internacional de Judô (FIJ), de cada país inscrever nove atletas por gênero em competições entre nações, como é o caso do Pan. Assim, cabe ao Brasil escolher em quais categorias (duas no masculino, duas no feminino) quer inscrever dois atletas.

Uma das escolhas do Brasil foi na meio-leve (até 66kg). Leandro Cunha se recupera de uma lesão e seus dois reservas vão disputar o Pan: Charles Chibana e Luiz Revite. Entre os homens, a outra escolha foi no meio-pesado. Vão Renan Nunes, brasileiro melhor colocado no ranking mundial, e Luciano Corrêa, antigo titular.

"O meio-leve é uma categoria que está passando por renovação. Então, achamos importante levar dois jovens atletas que estarão sendo avaliados visando ao Mundial. No meio-pesado, Luciano teve um ótimo desempenho nas últimas competições, vencendo, inclusive, o campeão olímpico Tagir Khaibulaev (Rússia)", explica Ney Wilson, coordenador técnico internacional da CBJ.

No feminino, na mesma categoria de Sarah Menezes (até 48kg) irá a júnior Gabriela Chibana. Já na categoria até 57kg vão Rafaela Silva e Ketleyn Quadros. "A Rafaela passou por uma avaliação nas últimas competições e a comissão técnica chegou a conclusão de que ela não se adaptou ao novo peso (63kg). Já a Gabriela Chibana, embora ainda júnior, está atravessando um momento muito bom e vem crescendo. Para nós, é importante testar uma outra atleta na categoria em que temos a campeã olímpica Sarah", analisou Ney.

Na comparação com a equipe olímpica do Brasil em Londres são outras três alterações. Machucado, Leandro Guilheiro dá lugar a Victor Penalber, que já é o segundo do mundo na categoria até 81kg. Mariana Silva perdeu espaço na categoria até 63kg para Katherine Campos, melhor brasileira no ranking mundial da categoria. Entre as peso-pesado, Maria Suelen Altheman dá lugar a Rochele Nunes.

"Ela (Maria Suelen) já está garantida no World Master e achamos interessante melhorar a posição da Rochele Nunes e classificar duas atletas na categoria", explicou Ney Wilson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.