Divulgação
Divulgação

Judoca brasileira conquista medalha de ouro no Mundial sub-17 na Ucrânia

Tawany Silva brilhou na categoria 40kg. Mais dois brasileiros levaram a medalha de bronze

estadão.com.br

11 de agosto de 2011 | 18h28

SÃO PAULO - No primeiro dia do Campeonato Mundial sub-17,disputado em Kiev, na Ucrânia, o judô brasileiro mostrou que vive em grande fase.

Nesta quinta-feira,os três atletas brasileiros que entraram no tatame acabaram em cima do pódio. Destaque para Tawany Silva, da categoria 40kg, que foi ao lugar mais alto, com a medalha de ouro no peito. Nathália Mercadante, da categoria 44kg,e Felipe Almeida,dos 50kg,ficaram com a medalha de bronze.

Na decisão do ouro, Tawany Silva não deu chnaces a sua rival, e aplicou um ippon na romena Rut Saron Barna em apenas 20 segundos de luta.Antes, a brasileira passou pela italiana Marion Huber (vitória por yuko), pela ucraniana Ivanna Stytsun (com um ippon) e pela Bielorussa Anastasiya Hatoukina ( vitória por yuko).

"Sabia que tinha chance, mas confesso que ainda não caiu a ficha de ser campeã mundial. Quando eu joguei a romena, o árbitro central deu wazari, mas depois vi os laterais corrigindo e ele confirmou o ippon. A emoção é muito grande", diz Tawany, que vê em seu triunfo um fator tranquilizador aos seus companheiros de delegação.

"Tira o peso dos demais atletas e também mostra para todos eles que se acreditar é possível ser campeão mundial."

Já Nathália Mercadante só parou na semifinal, quando foi derrotada pela japonesa Misa Matsuo. A brasileira levou o bronze ao bater a inglesa Hayley Willis, por yuko.

Com a medalha de bronze nas mãos, o judoca Felipe Almeida aguarda ansioso o retorno ao Brasil. "Meu pai faz aniversário no dia seguinte da minha chegada no Brasil e não imagino o quanto ele ficará feliz".

O torneio, que conta com 611 atletas de 57 países, termina no próximo dia 14. A delegação brasileira possui  15 judocas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.