Judoca Daniela Polzin fica com a prata na categoria até 48 kg

Brasileira adota tática defensiva, mas cubana é superior e fica com a medalha de ouro

22 de julho de 2007 | 14h46

A judoca Daniela Polzin perdeu para a cubana Yanet Bermoy na final da categoria até 48 kg do judô (ligeiro), na tarde deste domingo, conquistando mais uma medalha de prata para o Brasil nos Jogos Pan-Americanos. Atual terceira colocação mundial, Polzin volta a ser vice-campeã pan-americana, uma vez que havia vencido em Winnipeg, em 1999, e o vice em Santo Domingo, em 2003. Com esta medalha, a delegação brasileira soma três ouros, quatro pratas e um bronze.  Na luta, a brasileira adotou uma estratégia de defesa, esperando pelo erro da judoca cubana. Com isso, a luta foi truncada, com o técnico cubano a todo instante pedindo por pontos a favor, o que aconteceu com menos de dois minutos para o final, com um koká. No desespero, Polzin falhou e a cubana venceu por ippon.

Tudo o que sabemos sobre:
judô

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.