Juiz diz que chorou ao ser tirado da ''final''

O árbitro Wagner Tardelli afirmou em depoimento ao STJD que chorou ao ser saber que não apitaria a partida entre São Paulo e Goiás, que definiu o Campeonato Brasileiro. O juiz também contou que, antes, recebeu telefonema da Comissão de Arbitragem da CBF dizendo que seria indiciado por suspeita de manipulação de resultados, mas depois recebeu outro no qual afirmaram que era um trote.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.