Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Juiz volta a liberar obras na Marina da Glória para o Pan

Apesar de o Comitê Organizador ter decidido realizar as disputas de vela dos Jogos Pan-Americanos do Rio em instalações provisórias na Marina da Glória, a briga judicial para erguer equipamentos definitivos no local ganhou nesta quinta-feira um novo capítulo. O desembargador da 6.ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2.ª Região, Benedito Gonçalves, deu parecer favorável ao projeto original e concedeu uma liminar à concessionária para o reinício das construções.A decisão que favoreceu a concessionária da Marina da Glória, a Empresa Brasileira de Terraplanagem e Engenharia S/A (EBTE) é passível de recurso. O superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Carlos Fernando Andrade, assegurou que vai adotar todos os procedimentos necessários para a obra voltar a ser embargada.?Ainda não recebi nada oficialmente, mas já acionei a procuradoria para analisarmos o projeto aprovado?, disse Andrade. O Iphan foi o responsável pela paralisação das obras e teve seu argumento de que as construções seriam feitas no ?entorno de um bem tombado? rejeitado pelo desembargador Federal.A polêmica para a construção de instalações definitivas na Marina da Glória começou por causa de uma garagem projetada para ter 16 metros de altura e que ocuparia 19 mil metros quadrados do espelho d?água da Baía de Guanabara, que é tombada. A decisão fez alguns ajustes no projeto e limitou a altura da garagem a 3 metros sobre as águas e a construção de uma laje de 10.758 metros quadrados.A EBTE informou que as obras serão recomeçadas nesta sexta e tudo estará pronto a tempo da realização das disputas, a partir de 13 de julho. Já o Comitê Organizador dos Jogos Pan-Americanos (CO-RIO) afirmou que não foi notificado oficialmente sobre a decisão, até porque não é parte no processo, e, por enquanto, ainda vale o projeto aprovado pela Organização Desportiva Pan-Americana (Odepa) para a construção de instalações provisórias na Marina da Glória.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.