Fivb/ Divulgação - 15/07/2012
Fivb/ Divulgação - 15/07/2012

Juliana e Larissa querem levar favoritismo à quadra

Apontadas como detentoras de grande chance de levar ouro, jogadores falam em humildade

AE, Agência Estado

27 de julho de 2012 | 10h05

LONDRES - Juliana e Larissa são as atuais campeãs mundiais, do Circuito Mundial, e encabeçaram o ranking olímpico do vôlei de praia. Assim, chegam a Londres com status de favoritas a levarem a medalha de ouro na Olimpíada. Mas elas consideram que esse favoritismo é só teórico e lembram que na quadra de jogo é que serão apontados os times mais fortes.

"O favoritismo precisa ser conquistado na quadra. Estamos preparadas e muito felizes de estar jogando juntas a Olimpíada, depois de a Juliana ter se machucado e ficado fora de Pequim, em 2008. Claro que sonhamos em fazer a final, mas para isso teremos que jogar várias outras finais antes", explica Larissa, que em 2008 disputou os Jogos ao lado de Ana Paula, perdendo nas quartas de final para as norte-americanas Walsh e May.

A dupla dos Estados Unidos, atual campeã olímpica, é uma das que pode estragar a festa do Brasil em Londres, apesar da temporada inconstante no Circuito Mundial. Outra que pode atrapalhar os planos é a dupla da China, formada por Xue e Zhang Xi, atual líder do ranking mundial, com 5.240 pontos.

Julina e Larissa atualmente ocupam o segundo lugar, com 4.800, seguidas da outra parceria brasileira em Londres, Talita/Maria Elisa, que está com 4.020 pontos. Em quarto, muito longe das demais, aparecem Keizer e Van Iersel, da Holanda, já fora do grupo das favoritas.

No feminino, o Brasil sonha com uma volta ao lugar mais alto do pódio, onde já esteve em 1996, com Jaqueline e Sandra. Depois disso, foram duas pratas com Adriana Behar e Shelda, em 2000 e 2004 e uma de bronze, com Adriana Samuel e Sandra, também nos Jogos de Sidney.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.