Divulgação/FIVB
Divulgação/FIVB

Juliana e Maria Elisa avançam às semifinais do Vôlei de Praia

Brasileiras ganham as duas partidas que disputaram e agora vão buscar uma vaga na decisão em confronto com gregas

Estadão Conteúdo

11 de outubro de 2014 | 10h25

As brasileiras Juliana e Maria Elisa estão classificadas para as semifinais do Open de Xiamen, na China, do Circuito Mundial de Vôlei de Praia. Neste sábado, 11, elas venceram as duas partidas que disputaram e agora vão buscar uma vaga na decisão em confronto com as gregas Vasiliki Arvaniti e Maria Tsiartsiani.

A semifinal do próximo domingo, 12, será a sétima em 14 eventos disputados por Juliana e Maria Elisa na atual temporada do Circuito Mundial. E em caso de triunfo diante das gregas, as brasileiras vão encarar na decisão as vencedoras da partida entre as chinesas Fan Wang e Yuan Yue e as norte-americanas Tealle Hunkus e Kendra Van Zwieten, que vieram do qualifying e são uma das surpresas do torneio.

Neste sábado, pelas oitavas de final, Juliana e Maria Elisa venceram as norte-americanas Emily Day e Brittany Hochevar por 2 sets a 0, com parciais de 21/10 e 21/17, em 35 minutos. Depois, pelas quartas de final, as brasileiras derrotam as argentinas Ana Gallay e Georgina Klug por 2 sets a 0, com parciais de 21/18 e 21/16, em 35 minutos.

Juliana e Maria Elisa lideram o ranking do Circuito Mundial com 6.240 pontos, seguidas das também brasileiras Ágatha e Bárbara Seixas, com 5.660 pontos, e das norte-americanas April Ross e Kerri Walsh, com 5.420 pontos. Como essas duas duplas não estão em Xiamen, uma conquista nesta semana deixará Juliana e Maria Elisa ainda mais perto do título desta temporada.

Após a etapa de Xiamen, o Circuito Mundial terá mais três Opens com torneios femininos, na Argentina, Índia e África do Sul, que dão 500 pontos cada para as campeãs, além de um Challenger na Tailândia, com pontuação máxima de 320 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.