Divulgação
Divulgação

Juliana e Maria Elisa vencem set por 21/0 e atropelam no Mundial

Dupla confirma boa estreia do Brasil em torneio no vôlei de praia

Estadão Conteúdo

27 de junho de 2015 | 14h50

As duplas femininas brasileiras começaram bem o Campeonato Mundial de Vôlei de Praia, neste sábado, na Holanda, com três vitórias em três jogos. O destaque do dia, entretanto, ficou com Juliana/Maria Elisa, que enfrentou um time da Argélia e conseguiu uma incrível parcial de 21/0 no segundo set. Isso significa que Maria Elisa deu pelo menos 20 saques seguidos.

As rivais africanas, Boucheta e Bayou, são as primeiras argelinas a jogar um Campeonato Mundial. Vice-campeãs do qualificatório africano, elas nunca sequer participaram de uma etapa de Circuito Mundial.

O espaço no Mundial para duplas de países sem tradição é uma das bandeiras do presidente da Federação Internacional de Vôlei (FIVB), o brasileiro Ary Graça. São 48 times, a enorme maioria com ranking inferior a Maria Clara/Carol, quinta dupla brasileira, que ficou como primeira reserva por conta do limite de times por país. O Mundial não tem qualifying.

Juliana e Maria Elisa não têm nada a ver com isso e fecharam rapidamente o jogo contra as argelinas, com parciais de 21/7 e 21/0. As brasileiras voltam a jogar contra um time africano: Pata/Matauatu, de Vanuatu.

Agatha e Bárbara Seixas também enfrentaram uma dupla que não joga o Circuito Mundial: Lianma/Leila, de Cuba. As brasileiras venceram por 2 a 0 (21/17 e 23/21). No domingo, encaram Candelas/Rios, do México.

Já Larissa e Talita não tiveram uma estreia fácil. As veteranas fizeram um jogo parelho e só venceram no tie-break as holandesas Van Gestel/Van der Vlis, com parciais de 21/15, 18/21 e 15/10. No domingo, a dupla rival vem da Tailândia: Radarong/Udomchavee.

A única dupla brasileira feminina que não jogou nesta segunda-feira foi Fernanda Berti/Taiana, que estreia no domingo contra Williams/Sekhonyana, da África do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.