Juliana se supera e conquista título

Atleta reedita dupla com Larissa, vence em Barcelona e compensa a dor pela ausência na Olimpíada de Pequim

, O Estadao de S.Paulo

12 de setembro de 2009 | 00h00

Num exemplo de superação, Juliana deixou para trás a tristeza por não ter ido à Olimpíada de Pequim e conquistou ontem, com Larissa, o tetracampeonato do Circuito Mundial de vôlei de praia, em Barcelona.

''Não tenho palavras para descrever meu sentimento, que é uma mistura de felicidade, vontade de gritar e chorar", disse Juliana, que ficou fora dos Jogos de 2008 por causa de uma contusão no joelho direito.

O título veio por antecipação, numa vitória sobre a dupla sueca Lundqvist e Ljungquist, por 2 sets a 1, pelas oitavas de final da etapa de Barcelona. Ainda ontem, mais tarde, elas avançaram na competição, ao passar pela dupla brasileira, Maria Clara e Carol, por 2 sets a 0, pelas quartas de final.

"É uma conquista de vida, independentemente do dinheiro e do status que esse título nos dá. Simboliza tudo o que lutei, tudo o que passei, tudo o que superei para voltar a jogar", contou Juliana, que a todo instante chorava e era abraçada por Larissa e amigos.

Foi a quarta vez que a dupla brasileira de vôlei de praia se tornou a melhor do mundo. As atuais campeãs pan-americanas já tinham vencido o Circuito em 2005, 2006 e 2007.

Ao derrotar as suecas, elas já não podiam ser alcançadas no ranking mundial pelas vice-líderes Talita e Maria Elisa.

Juliana levou oito meses para se recuperar de uma cirurgia no joelho. Voltou a competir em março e, ao lado de Larissa, se disse realizada. "Estava nervosa antes de entrar em quadra, mas me concentrei e dei o melhor."

Para Larissa, o título também ganhou importância especial pela situação de sua parceira. "Esse título vem coroar toda força de vontade e dedicação da Juliana. Eu sabia que poderíamos reeditar a nossa dupla este ano, e ela voltou melhor ainda, em alto nível."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.