Anne-Christine Poujoulat/AFP
Anne-Christine Poujoulat/AFP

Jumbo-Visma vence prova por equipes e Teunissen mantém a ponta da Volta da França

Com performance bem coreografada, time percorre percurso de 27,6 quilômetros em 28min58s, 20 segundos mais rápido do que a equipe Ineos

Redação, Estadão Conteúdo

07 de julho de 2019 | 15h06

O ciclista holandês Mike Teunissen manteve a liderança da classificação geral da Volta da França neste domingo, depois que a Jumbo-Visma venceu a prova por equipes de contrarrelógio, de apenas 27,6km, que teve largada e chegada na cidade de Bruxelas.

Com uma performance bem coreografada nas ruas da capital belga, os ciclistas da Jumbo-Visma percorreram a percurso de 27,6 quilômetros em 28min58s, 20 segundos mais rápido do que a equipe Ineos, da qual faz parte o britânico Geraint Thomas, atual campeão da competição, e o colombiano Egan Bernal.

A Deceuninck Quick-Step completou o pódio, chegando apenas um segundo atrás da Ineos. Teunissen, o primeiro holandês a usar a tradicional camisa amarela da Volta da França em 30 anos, havia vencido a primeira etapa no sábado, com uma performance surpreendente que contou com um sprint final decisivo para o triunfo.

Como Teunissen estava no topo da classificação, a Jumbo-Visma começou em último lugar na rampa perto do Palácio Real. Em condições meteorológicas perfeitas, eles alcançaram o tempo mais rápido nos dois pontos intermediários na trecho plano que passou pela região de Woluwe Saint-Pierre - onde está situada a casa de infância do lendário ciclista Eddy Merckx - até chegar no Atomium, o monumento construído em 1958 que é um dos símbolos de Bruxelas.

Cercado por companheiros de equipe adequados para o terreno plano, incluindo o ex-campeão mundial de contrarrelógio Tony Martin, Teunissen brilhou, tendo excelente desempenho nas curvas.

"Fomos os mais rápidos. Estávamos voando, foi incrível", celebrou Teunissen. "Não que eu esteja me acostumando a vencer etapas no Tour de France, mas ir nesse caminho é muito, muito bom", completou.

Com o número 1 nas costas, Geraint Thomas não mostrou sinais de fraqueza após o acidente que o fez terminar a primeira etapa na 111ª colocação e se mostrou satisfeito com o segundo lugar de sua equipe.

"Eu me senti muito bem hoje. Temos velocidade e conseguimos acompanhar o ritmo da prova", disse o britânico. "Poderíamos ter feito algumas curvas com maior velocidade, mas foi uma perda mínima."

Depois de dois dias na Bélgica, a terceira etapa da Volta da França terminará em território francês e terá um percurso total de 215 km nesta segunda-feira. A largada será na cidade belga de Binche e a chegada em Epernay, na região de Champagne, onde os competidores terão de encarar uma subida dura nos últimos 500 metros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.