Júnior Assunção volta ao UFC com vitória nos pesos penas

Jon Jones bate Rampage no quarto assalto e leva cinturão dos meio-pesados

ESPN

25 de setembro de 2011 | 11h34

NOVA YORK - O brasileiro Júnior Assunção voltou ao UFC com vitória. Único representante do país no evento 135, ele venceu o havaiano Eddie Yagin por pontos, em combate pela categoria dos pesos penas.

Assunção foi bem durante toda a luta. Após um início de primeiro round sem muitas emoções, ele conseguiu uma queda e castigou o adversário com socos e joelhadas.

No segundo round, o brasileiro chegou a baixar a guarda e passou a provocar o adversário, com um estilo semelhante ao de Anderson Silva. O ápice das “gracinhas” do brasileiro aconteceu quando o adversário tentou uma imobilização com guilhotina.

Enquanto o rival tentava finalizá-lo, Assunção fazia sinal negativo com o dedo indicador, apontado que o golpe não estava bem encaixado. Depois, ele ainda voltou a atacar o rival no chão. No fim do round, foi novamente vaiado.

No terceiro round, Yagin tentou mais uma vez a guilhotina, mas Assunção escapou e passou a atacar o rival que estava caído no chão. Então, conseguiu se impor e definir a vitória por pontos.

Título. Jon Jones mostrou neste sábado porque é um dos grandes fenômenos do MMA. Aos 24 anos, o campeão dos meio-pesados defendeu pela primeira vez seu título do UFC com uma grande exibição contra Quinton Rampage Jackson. A luta terminou com vitória de Jones por finalização por estrangulamento no quarto round.

A vitória desta noite é a 13ª da carreira de Jones, que tem apenas uma derrota, por desclassificação, em seu cartel no MMA. Aos 24 anos, o mais jovem campeão da história do UFC torna-se, também, o mais precoce defensor de um cinturão no principal evento das artes marciais.

Para Rampage, a derrota é a nona em 41 combates de MMA. O norte-americano tentava ser o sexto lutador a conquistar um cinturão do UFC pela segunda vez na carreira. Ele foi o dono do título dos meio-pesados entre 26 de maio de 2007, quando venceu Chuck Liddell, e 6 de julho de 2008, dia em que perdeu para Forrest Griffin.

Ao manter o título, Jon Jones já sabe quem será o próximo desafiante ao cinturão: Rashad Evans, segundo no ranking da categoria, foi apontado por Dana White como o desafio seguinte para o campeão.

Resultados do UFC 135:

Jon Jones finalizou Rampage Jackson com um estrangulamento no 4º round

Josh Koscheck venceu Matt Hughes por nocaute técnico no 1º round

Mark Hunt venceu Ben Rothwell na decisão dos jurados

Nate Diaz venceu Takanori Gomi com uma chave de braço no 1º round

Travis Browne venceu Rob Broughton na decisão dos jurados

James Te Huna nocauteou Ricardo Romero aos 47 segundos do 1º round

Takeya Mizugaki venceu Cole Escovedo por nocaute técnico aos 4min13s do 2º round

Junior Assunção venceu Eddie Yagin na decisão unânime dos árbitros

Tim Boetsch venceu Nick Ring na decisão unânime dos árbitros

Tony Ferguson vence Aaron Riley por nocaute técnico (interrupção médica por maxilar quebrado) no intervalo do 1º para o 2º round

 (ESPN)

Tudo o que sabemos sobre:
lutasMMAUFC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.