Justiça fecha estádio após confusão

Um dia após confronto entre torcedores e jogadores, o TJD de Goiás interditou o Estádio Plínio José de Souza, em Senador Canedo, por 30 dias. O tribunal pretende investigar baseado em depoimentos e imagens da televisão o incidente que deixou várias pessoas feridas ? duas delas por estilhaços de uma bomba. A confusão começou assim que o jogo entre o Canedense e o Vila Nova (0 a 2) terminou: "Fui agredido quando saía do campo", disse o goleiro Max, do Vila Nova, que revidou e atingiu até menores de idade. O motorista da Canedense, Lindomar Eniodoro, e o vice-presidente da torcida organizada do Vila Nova, Rodolfo Junqueira, foram detidos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.