Justiça tira menor da Febem da São Silvestre

O sonho do jovem F.T.P., interno do Complexo do Tatuapé da Febem, de disputar a corrida de São Silvestre na tarde deste sábado, se desfez na Justiça. Menos de uma semana depois de ter sido autorizado pelo Poder Judiciário para participar do evento, ele viu a decisão suspensa pelo desembargador Eduardo Gouveia, do TJ/SP. De acordo com o ofício enviado à Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor, o Desembargador concedeu liminar a recurso do Ministério Público Estadual que solicitava a suspensão da autorização que permitia a ida do adolescente ao local da prova.O jovem seria acompanhado, durante o percurso, por cinco professores de educação física, além da presidente da Febem, Berenice Giannella, que é maratonista e procuradora licenciada do Estado de São Paulo. Com a ausência de F.T.P. na corrida, a Febem terá apenas um adolescente representando a instituição neste ano: o jovem D.T.G., da unidade de internação de São Vicente.

Agencia Estado,

30 de dezembro de 2005 | 07h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.