Juve vence. Inter e Roma decepcionam

Time de Turim mostra força ao golear o Parma por 4 a 1. Milaneses e romanos são derrotados por Palermo e Cagliari

, O Estado de S.Paulo

12 de setembro de 2011 | 00h00

ROMA

O Campeonato Italiano desta temporada pode ser resumido assim: são 18 clubes tentando tirar de Milão os scudettos que inexoravelmente seguem para lá desde 2003 - ou para a sede do Milan (2003 e 2010), ou para a da Inter (2005/06/07/08/09). E ontem, em Turim, a Juventus aproveitou que o dia era de festa, com a primeira partida oficial do time em seu novo estádio, para mostrar que é um dos mais sérios candidatos a destronar os clubes milaneses: goleou o Parma por 4 a 1.

O resultado colocou La Vecchia Signora na liderança da competição. Nada mal para quem investiu cerca de R$ 473 milhões na construção de uma nova arena e também em meia dúzia de caras contratações. Os gols da vitória foram de Lichtsteiner, Pepe,Vidal e Marchisio, com Lucarelli descontando.

Na capital italiana, porém, a Roma mostrou que apenas fortes investimentos não levam um clube ao sucesso. Apesar de gastar bastante em reforços, o time ontem decepcionou feio ao perder, em casa, para o pequeno Cagliari por 2 a 1. E por suprema ironia um dos gols dos visitantes foi de Conti, filho de Bruno Conti, um dos maiores ídolos da história do clube romano.

Além do gol de Conti, o Cagliari teve como destaque o brasileiro Thiago Ribeiro, que fazia sua estreia. Enquanto esteve em campo - saiu aos 5 minutos do segundo tempo -, o ex-cruzeirense causou grandes problemas para a defesa contrária, criando os lances mais perigosos.

Se a Roma não melhorar bastante seu futebol e não conseguir rapidamente bons resultados, a passagem do técnico espanhol Luis Henrique, recém-contratado, poderá ser bem curta.

Também a Inter de Milão, a grande ganhadora de títulos na Itália neste século 21, fez uma estreia no campeonato muito abaixo das expectativas. Foi batida pelo Palermo, na Sicília, por 4 a 3, numa partida muito movimentada e cheia de emoção. O argentino Diego Milito marcou o primeiro gol do jogo para a Inter aos 33 minutos do primeiro tempo. Na segunda etapa, porém, a equipe siciliana empatou com Miccoli. Mas Milito voltou a marcar, desta vez em cobrança de pênalti.

O Palermo não se abateu e respondeu rápido com Abel Hernández. E de novo Miccoli, a quatro minutos do final, colocou sua equipe na frente do placar. Já nos acréscimos, Pinilla fez Palermo 4 a 2, e tudo indicava que o placar final seria mesmo esse. No entanto, o uruguaio Forlán, que estreava no lugar do camaronês Samuel Eto"o ainda marcou o terceiro gol da Inter.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.