Juvenal põe Justus e Diniz como consultores

As eleições no São Paulo serão apenas em abril, mas Juvenal Juvêncio já costura a campanha pela sua segunda reeleição - algo que a oposição deverá tentar evitar judicialmente. Depois de anunciar a contratação de Rivaldo "atendendo a desejo da torcida", como frisou, o presidente são-paulino nomeou figuras renomadas do meio empresarial brasileiro como integrantes do Conselho Consultivo do clube.

, O Estado de S.Paulo

29 de janeiro de 2011 | 00h00

Numa reunião a portas fechadas, sem a imprensa por perto, o presidente empossou o empresário Abílio Diniz e o publicitário e apresentador Roberto Justus como conselheiros da presidência. Além dos dois, Juvenal chamou outras quatro pessoas do meio jurídico e político para o grupo.

A ideia de Juvenal não é que os consultores ajudem o clube financeiramente ou possam funcionar como investidores em futuras contratações. Prevê apenas que colaborem com conhecimento em suas áreas de atuação.

Mudanças no time. O técnico Paulo César Carpegiani continua fazendo alterações na equipe do São Paulo em busca da formação ideal. Ontem, no primeiro treino de Rivaldo, o treinador deu pistas de que pretende executar duas mudanças para o clássico com o Santos, amanhã, em relação à equipe que venceu o Americana (4 a 3), quarta-feira.

A possibilidade de escalar Xandão como um falso lateral-direito está descartada. Jean volta à posição, enquanto Zé Vitor vira o primeiro volante titular. No ataque, Marlos deverá perder posição para Fernandão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.