Tasso Marcelo/AE
Tasso Marcelo/AE

Kaio Márcio leva ouro no Rio e se garante no Mundial

Com tempo de 1min52s12, nadador vence nos 200 metros borbolata do Troféu José Finkel

AE, Agência Estado

24 de setembro de 2010 | 14h04

Kaio Márcio confirmou o seu favoritismo na final dos 200 metros borboleta do Troféu José Finkel, nesta sexta-feira, no Rio, ao conquistar a medalha de ouro com o tempo de 1min52s12, novo recorde do campeonato. Com a marca, ele obteve índice para disputar o Mundial de piscina curta, que será realizado entre 15 a 19 de dezembro, em Dubai, nos Emirados Árabes.

Veja também:

linkCielo vai à final dos 100 m e bate recorde sul-americano

Recordista mundial da prova em piscina curta, Kaio Márcio chegou a dar um susto no seu clube, o Fluminense, ao quase ficar fora da final. Ele obteve apenas o sétimo melhor tempo da semifinal e admitiu que chegou a temer pela eliminação, mas a sua tática acabou dando certo.

"Arrisquei em me poupar na eliminatória. Fiquei preocupado e meu técnico (Luiz Rafael) mais ainda, mas o importante é que tudo deu certo no final", ressaltou o nadador, que já ostentava o recorde do Troféu José Finkel nos 200 metros borboleta, que era de 1min53s89. A prata e o bronze ficaram respectivamente com Frederico Castro e Leonardo de Deus, respectivamente, com as marcas de 1m54s03 e 1m54s23.

Já na prova feminina dos 200 metros borboleta, o ouro ficou com a húngara Zsuzsanna Jakabos, com o tempo de 2min08s85, novo recorde de campeonato. A norte-americana Kymberly Vanderberg (2min09s15) levou a prata, enquanto a argentina Georgina Bardach (2min11s76) faturou o bronze.

Outro destaque brasileiro em provas que valeram medalha nesta sexta-feira foi Henrique Rodrigues, que cravou 53s05 nos 100 metros medley, estabelecendo o novo recorde do campeonato, de 53s75, que pertencia a Thiago Pereira, este último proibido pelo regulamento de disputar as finais pelo Corinthians por já ter defendido o Minas nesta temporada. "Foi show. Essa prova é sempre difícil, muito disputada, mas gostei do resultado", festejou Henrique.

Nos 100 metros medley feminino, a húngara Evelyn Verraszto garantiu o ouro e recorde da competição (1m01s38) ao vencer uma dura disputa com a brasileira Fabíola Molina, que ficou com a prata. Fabíola, por sua vez, também ficou com a prata nos 50 metros costas nesta sexta na prova que foi vencida por Etiene Medeiros. Tanto Etiene quanto Fabíola estão classificadas para o Mundial de Dubai nesta prova.

Na disputa masculina dos 100 metros medley, o norte-americano Randall Bal faturou o ouro com o tempo de 23s53, novo recorde de campeonato, deixando o brasileiro Guilherme Guido (23s61) com a prata. Leonardo Guedes (24s11) completou o pódio.

FELIPE FRANÇA BRILHA DE NOVO. Depois de vencer a final dos 100 metros peito na quinta-feira com o novo recorde do campeonato, Felipe França voltou a brilhar nesta sexta-feira no José Finkel. Ele venceu a semifinal dos 50 metros peito em 26s35, o melhor tempo do mundo em piscina curta na temporada, e também quebrou o recorde da competição, que também já era dele.

A semifinal desta prova trouxe uma novidade, já que João Gomes Júnior, com o tempo de (26s75), superou Henrique Barbosa (26s79) e passou a ocupar neste momento a segunda vaga do Brasil no Mundial de Dubai, ao lado de Felipe França. Porém, na final da prova, neste sábado, Henrique terá a chance de retomar seu lugar na competição.

Já na versão feminina da prova dos 50 metros peito, a norte-americana Jessica Hardy se destacou nesta sexta ao cravar o tempo de 30s39, novo recorde do campeonato, na semifinal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.