Kaká e Robinho: homenagem no Maracanã

O primeiro colocou os pés na calçada da fama e o segundo teve drible imortalizado em fotos

Rio, O Estadao de S.Paulo

15 de outubro de 2008 | 00h00

Kaká e Robinho já têm lugar especial no Maracanã. Os dois foram ontem homenageados pela Suderj, órgão do governo do Estado do Rio de Janeiro que administra o estádio. O astro do Milan teve os pés gravados na calçada da fama; o ex-santista teve imortalizados, em seqüência de seis fotos, os dribles que deu no jogo contra o Equador em 2007. Kaká, com 26 anos, é o jogador mais novo a colocar os pés na calçada. Antes dele havia sido Ronaldo, com 29, que teve a honra de figurar nesse hall da fama. "Estou muito feliz. É o que quero para a minha carreira a partir de agora, conseguir bater essas marcas", admitiu. "É uma honra enorme ter o nome ao lado de craques como Pelé." A fôrma de seus pés está ao lado do de Marta, primeira mulher a receber a homenagem, e do atacante Jorge Mendonça, que atuou no Palmeiras e no Fla. O incrível drible que Robinho deu sobre o equatoriano De La Cruz, em 17 de outubro de 2007, aparece na parede do hall, ao lado de outras imagens. A jogada originou o quarto gol na vitória por 5 a 0 - completado por Elano - e já tem o apelido, também gravado na parede, em português, inglês e espanhol: Vai pra lá, que eu vou pra cá. "Sou um jogador de drible, mas que está procurando finalizar melhor", reconheceu Robinho. "Fico feliz por essa homenagem, foi uma jogada bonita realmente", comentou, sem modéstia. O atacante do Manchester City já tem comemoração preparada para hoje. "Se eu fizer gol na Colômbia, vou homenagear as crianças." Só não revelou o que está tramando. Domingo foi o Dia das Crianças e Robinho marcou duas vezes na Venezuela. Ele tem 18 gols com pela seleção.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.