Kaká e Ronaldinho não evitam nova derrota do Milan

Time perde para o Genoa, por 2 a 0, na primeira vez em que os craques atuaram juntos

Roma, O Estadao de S.Paulo

15 de setembro de 2008 | 00h00

Na volta oficial de Kaká, o Milan sofreu sua segunda derrota no Campeonato Italiano. E nem mesmo a presença de Ronaldinho Gaúcho e de Shevchenko contribuiu para o milionário time de Milão se recuperar da queda na estréia diante do Bologna. Ontem, a derrota foi para o Genoa, em Gênova, por 2 a 0.Kaká tinha voltado à equipe no meio da semana, na derrota para o Lugano, em amistoso na Suíça. Ele estava longe dos campos desde o início de junho, depois de ter sido submetido a uma cirurgia no joelho. Ontem, o craque brasileiro não conseguiu corresponder à expectativa. Mas não foi só ele que desapontou a torcida do Milan. O técnico Carlo Ancelotti até substituiu Ronaldinho Gaúcho, no intervalo, pois o meia também estava rendendo pouco. O treinador apostava na presença de Kaká, Ronaldinho e Shevchenko para, no mínimo, intimidar o adversário.Mas quem foi ao estádio para ver as estrelas do Milan - Alexandre Pato também entrou no time, no segundo tempo - acabou assistindo a um bom desempenho do argentino Diego Milito, o personagem do jogo.No primeiro tempo, aos 30 minutos, o Genoa saiu na frente com o gol de Sculli, após passe de peito de Milito. Na segunda etapa, com a entrada de Seedorf e Borriello, o Milan melhorou, mas não o suficiente. Por isso, Ancelotti colocou Pato em campo. Mas quem acabou marcando o segundo gol foi o Genoa, com Milito cobrando pênalti sofrido por ele mesmo, no final. Antes do jogo, a diretoria do Genoa anunciou a contratação do volante brasileiro Thiago Motta, ex-Barcelona.O Milan só não é lanterna porque o Cagliari, que perdeu ontem do Siena por 2 a 0, tem um saldo de gols pior. "Olhando para a tabela, é lógico que não há motivo para ficar feliz", admitiu Ancelotti. "Mas temos um grande time e tempo para acertarmos tudo. A diretoria está me apoiando", garantiu.Se os craques do Milan não brilharam, o atacante brasileiro da Juventus fez sua parte em alto estilo: Amauri marcou o único gol do jogo na vitória sobre a Udinese por 1 a 0. Com o bom resultado em Turim, a Juvetus tem quatro pontos em dois jogos. O time de Údine tem três.As surpresas neste início de campeonato são a Lazio e a Atalanta, com 6 pontos cada. Ontem a equipe romana bateu a Sampdoria por 2 a 0, gols de Zárate e Pandev, enquanto o time de Bérgamo derrotou o Bologna por 1 a 0, gol de Guarente.Outro destaque foi o triunfo do Napoli ante a Fiorentina por 2 a 1, de virada, no Estádio San Paolo. O romeno Mutu abriu o placar, mas Hamsik e Maggio fizeram para os napolitanos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.