Kaká entra no fim, faz gol e mantém Real vivo

Craque brasileiro brilha em 15 minutos e mostra estar recuperado de problema que o deixou fora do time por 45 dias

, O Estado de S.Paulo

25 de abril de 2010 | 00h00

Kaká saiu do banco de reservas aos 30 minutos do segundo tempo, em momento complicado para o Real Madrid. O time madrilenho empatava por 1 a 1 com o Zaragoza, em La Romareda, e estava praticamente dando adeus ao título espanhol, porque o Barcelona vencera o Xerez por 3 a 1 horas antes. Portanto, só a vitória interessava. E, sete minutos após entrar em campo, o craque brasileiro calou a boca dos críticos e fez o gol da vitória por 2 a 1. Mostrou ainda que está pronto para voltar a brilhar na equipe e na seleção brasileira.

Foi o oitavo gol de Kaká em seu 29º jogo pelo Real Madrid. E um dos mais importantes, porque manteve o Real Madrid na luta pelo título, a quatro rodadas do final do campeonato. Também consolidou a recuperação do craque brasileiro, que, nas últimas semanas, despertou a suspeita entre torcidores, agitados por críticos apressados, dando conta de que estaria se poupando para Copa do Mundo.

Kaká estava afastado havia 45 dias. Primeiro, a informação era de que padecia de pubalgia. Depois, o clube alegou que sofrera contratura muscular na coxa esquerda. O técnico Manuel Pellegrini saiu em defesa do craque, antes e depois do jogo. "Ele (Kaká) sempre foi um jogador importante para nosso time e voltou a demonstrar isso. Não é um jogador qualquer. As críticas são injustas, gratuitas e ofendem a um profissional e a um homem da sua qualidade", disse o treinador chileno do Real.

O diretor-geral do clube, o ex-jogador Jorge Valdano, também defendeu Kaká. "Ele tem trabalhado de manhã, à tarde e à noite para resolver o problema. Toda a torcida sabe que se trata de um profissional dedicado", disse. Valdano aproveitou também para elogiar o capitão Raúl, autor do primeiro gol madrilenho.

No outro jogo de ontem, o Barcelona venceu o Xerez por 3 a 1, no Camp Nou, com gols de Suarez, Henry e Ibrahimovic, e manteve a ponta do Espanhol, com 87 pontos, um a mais que o Real. Hoje o Sevilla visita o Getafe.

Biorritmo do craque

30 minutos. Kaká entra no lugar de Gago.

31 minutos. Craque recebe de Arbeloa e chuta de pé direito para defesa do goleiro Roberto.

33 minutos. Brasileiro invade a área e passa a bola.

37 minutos. Gol de Kaká, após passe de C. Ronaldo.

40 minutos. Meia faz falta e recebe cartão amarelo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.