Kaká joga como gosta e dá show

Meia fez grandes jogadas e marcou dois gols no coletivo, na Granja Comary, em que os titulares venceram por 3 a 0

Sílvio Barsetti, O Estadao de S.Paulo

11 de outubro de 2007 | 00h00

Num coletivo rápido de apenas 32 minutos, Kaká deu mais um show, ontem à tarde, no local de concentração da seleção brasileira. Fez dois gols com estilo e comandou os titulares de Dunga na vitória sobre os reservas por 3 a 0 - o outro gol foi de Vágner Love. Na platéia, à esquerda do campo principal da Granja Comary, centenas de crianças e adolescentes, debaixo de forte sol, aplaudiram o craque com entusiasmo. À direita, protegido do calor, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira, não parecia muito empolgado. Ele conferia o relógio a todo instante, supostamente com pressa para que o treino fosse logo encerrado.Os gols de Kaká foram marcados em jogadas rápidas, em que ganhou na corrida do zagueiro Alex Silva e, com toques inteligentes, deslocou o goleiro Doni. ''''É difícil parar esse cara'''', comentou Doni, assim que buscava na rede a bola do segundo gol.O público, tímido no começo do treinamento, se rendeu ao talento de Kaká. Mas foram poucos os que conseguiram proximidade com o craque. De alguns fãs, ouvia-se de longe os gritos de incentivo ao meia-atacante do Milan. Kaká não deu entrevistas ontem. Na véspera, dissera que atuaria em qualquer posição para ajudar a seleção, mas foi categórico ao afirmar que não se sentiria confortável se tivesse de jogar de costas para o gol. No treino, não teve essa função. Partiu com a bola dominada para o ataque, sempre de olho em Doni.Um pouco mais cedo, o auxiliar-técnico Jorginho foi enfático. ''''Nem se cogita aqui na seleção escalar o Kaká de costas para o gol. Ele tem outra característica. Isso não vai acontecer.''''DESFALQUEA previsão era de que Robinho treinasse com o grupo normalmente à tarde. Não foi possível. Com uma torção no tornozelo esquerdo, ele fez exercícios na sala de musculação, correu ao redor dos campos da Granja Comary e trabalhou à parte com o fisioterapeuta Luís Rosan.Robinho até brincou com bola, e simulou duas ''''bicicletas'''' para agradar os fotógrafos.Em entrevista no início da noite, o atacante do Real Madrid disse acreditar que poderá atuar no domingo. ''''Eu venho jogando pelo Real Madrid. Estamos num começo de temporada e, mesmo que eu não participe da maioria das atividades do grupo aqui em Teresópolis, não vejo problema para ser escalado.''''O otimismo de Robinho talvez não expresse o que pensam os médicos da seleção. Eles achavam provável que o craque estivesse em campo, ontem, para o coletivo. E hoje Robinho também deve evitar contato mais prolongado com a bola. No treino, Elano compôs o meio com Mineiro e Gilberto Silva. Ronaldinho, Kaká e Vagner Love formaram o trio de ataque.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.