Kaká joga pelo Milan e está pronto para seleção

Meia não sente a contusão, mas tem atuação discreta nos 35 minutos em que ficou em campo e seu time não sai do 0 a 0 com o Napoli

, O Estadao de S.Paulo

23 de março de 2009 | 00h00

O Milan não passou de um monótono empate por 0 a 0 com o Napoli, ontem à noite, em Nápoles. Apesar de mais um decepcionante tropeço, porém, o time de Milão tem o que comemorar, assim como o técnico brasileiro Dunga. Kaká entrou em campo aos 12 minutos da segunda etapa e, embora não tenha feito uma grande partida, deixou o gramado sem aparentemente sentir a antiga contusão no tornozelo que vinha atormentando-o nas últimas semanas e que, no domingo anterior, o fez deixar o campo pouco tempo depois de entrar na partida em que o Milan goleou o Siena por 5 a 1.Valeu o esforço do brasileiro, que passou a semana fazendo tratamento intensivo no tornozelo esquerdo. Em campo, ele correu, dividiu bolas e não deu sinal algum de ter sentido.Mas, ontem, nem a presença de Kaká - e também a de Ronaldinho - na etapa final, conseguiram melhorar o nível técnico da partida entre os milaneses e os napolitanos. O empate foi um tanto injusto para o Napoli, que atacou mais e teve um gol - do uruguaio Zalayeta - equivocadamente anulado pela arbitragem. Alexandre Pato praticamente não ameaçou o gol napolitano, enquanto Dida foi obrigado a trabalhar algumas vezes. O resultado deixou o Milan com 55 pontos, a 14 da líder e rival Inter e a sete da vice-líder Juventus. Não bastasse, a equipe milanesa já começa a sentir seu terceiro lugar ameaçado pelo surpreendente Genoa, que ontem venceu a Udinese por 2 a 0, no Luigi Ferraris. Mais cedo, em Milão, a Inter voltou a mostrar que não está nem um pouco disposta a deixar sua liderança ser ameaçada por quem quer que seja. Venceu com tranquilidade o lanterna Reggina por 3 a 0, e manteve a vantagem de 7 pontos que tem sobre a Juve.Com os brasileiros Julio César, Mancini e Maicon escalados como titulares, os comandados do técnico português José Mourinho abriram o caminho da vitória logo aos seis minutos. O sérvio Stankovic recebeu na área e tocou de letra para o argentino Cambiasso mandar a bola ao fundo das redes. O segundo veio aos 10 minutos, com Ibrahimovic cobrando pênalti. O sueco fechou o placar aos 13 da etapa final, com um belo toque de cobertura.Com esses dois gols, ele chegou à artilharia da competição, com os mesmos 19 gols de Marco Di Vaio, do Bologna.Em Údine, o Genoa, onde joga o goleiro brasileiro Rubinho, conseguiu importante vitória sobre a Udinese por 2 a 0 e garantiu a quarta colocação, que dá aceso à fase preliminar da Copa dos Campeões. Milito e Sculli fizeram os gols. Mas a Fiorentina, em 5º, por sua vez pressiona o Genoa, depois da vitória por 1 a 0 sobre o Siena ( gol do romeno Mutu). A equipe de Florença está a penas dois pontos dos genoveses.Na briga para escapar do rebaixamento, o Torino perdeu em casa para a Sampdoria por 3 a 1 e o Lecce ficou no 2 a 2 com a Atalanta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.