Kashiwa Reysol prevê jogo mais aberto contra Monterrey

Depois de sofrer para furar a retranca do Auckland City na estreia no Mundial de Clubes, o Kashiwa Reysol espera fazer um jogo mais aberto contra o Monterrey, no domingo, em Toyota, no Japão. O vencedor desse confronto entre japoneses e mexicanos será o adversário do Santos na semifinal da competição, marcada para acontecer na quarta-feira.

AE, Agência Estado

09 de dezembro de 2011 | 13h07

Técnico do Kashiwa Reysol, o brasileiro Nelsinho Baptista comemorou a vitória na estreia de quinta-feira sobre o neozelandês Auckland City, por 2 a 0, mas já começou a planejar o desafio contra o Monterrey. E evitou comentar sobre um possível duelo com o Santos na semifinal.

"Estamos pensando num jogo por vez, sem pensar na possibilidade de encontrar o Santos na semifinal. Primeiro, temos o Monterrey, que é campeão da Concacaf e tem vários jogadores de alto nível. E eles vão querer mostrar a força do futebol mexicano", disse Nelsinho Baptista.

O treinador brasileiro admitiu que o jogo de domingo será "um verdadeiro teste" para o Kashiwa Reysol. "Por sorte, o Monterrey não irá querer ficar apenas na defesa, o que significa que, espero eu, a gente possa encontrar algum espaço para atacar", afirmou Nelsinho Baptista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.