Katie Ledecky ganha 4º ouro em Kazan e segue sem perder provas em Mundiais

Katie Ledecky deverá chegar aos Jogos Olímpicos do Rio, no ano que vem, com a fama de imbatível. Aos 18 anos, ela ainda não sabe o que é ver uma atleta bater à frente dela em uma final de Mundial ou Olimpíada. Já são nove medalhas de ouro, sendo quatro conquistadas apenas em Kazan, na Rússia.

Estadão Conteúdo

06 Agosto 2015 | 13h49

Nesta quinta-feira, a quarta medalha dourada veio com a ajuda das companheiras, no revezamento 4x200m medley. Os EUA venceram com 7min45s37, com um time que ainda contou com Missy Franklin, Leah Smith e Katie McLaughlin. A Itália de Federica Pellegrini ganhou a prata e a China ficou com o bronze.

Em Kazan, Ledecky já bateu duas vezes o recorde mundial dos 1.500m (baixou a marca para 15min25s48, melhorando 17s o melhor tempo da geração anterior à dela) e fez o novo recorde do campeonato nos 400m livre.

A norte-americana venceu os 1.500m (prova que não faz parte do programa olímpico), os 400m e até os 200m. Ela ainda é a favorita absoluta para os 800m, na qual foi campeã olímpica aos 15 anos. Será surpresa se ela não bate o recorde, dela mesmo, que é de 8min11s00. A segunda colocada do ranking mundial tem 8min21s.

Atualmente, Ledecky não tem adversárias nas provas de fundo da natação. É recordista mundial dos 400m, dos 800m e dos 1.500m. Em Barcelona, no seu primeiro Mundial, em 2013, ganhou quatro provas. Neste ano adicionou os 200m livre ao seu programa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.