Katie Ledecky ganha 4º ouro em Kazan e segue sem perder provas em Mundiais

Katie Ledecky deverá chegar aos Jogos Olímpicos do Rio, no ano que vem, com a fama de imbatível. Aos 18 anos, ela ainda não sabe o que é ver uma atleta bater à frente dela em uma final de Mundial ou Olimpíada. Já são nove medalhas de ouro, sendo quatro conquistadas apenas em Kazan, na Rússia.

Estadão Conteúdo

06 de agosto de 2015 | 13h49

Nesta quinta-feira, a quarta medalha dourada veio com a ajuda das companheiras, no revezamento 4x200m medley. Os EUA venceram com 7min45s37, com um time que ainda contou com Missy Franklin, Leah Smith e Katie McLaughlin. A Itália de Federica Pellegrini ganhou a prata e a China ficou com o bronze.

Em Kazan, Ledecky já bateu duas vezes o recorde mundial dos 1.500m (baixou a marca para 15min25s48, melhorando 17s o melhor tempo da geração anterior à dela) e fez o novo recorde do campeonato nos 400m livre.

A norte-americana venceu os 1.500m (prova que não faz parte do programa olímpico), os 400m e até os 200m. Ela ainda é a favorita absoluta para os 800m, na qual foi campeã olímpica aos 15 anos. Será surpresa se ela não bate o recorde, dela mesmo, que é de 8min11s00. A segunda colocada do ranking mundial tem 8min21s.

Atualmente, Ledecky não tem adversárias nas provas de fundo da natação. É recordista mundial dos 400m, dos 800m e dos 1.500m. Em Barcelona, no seu primeiro Mundial, em 2013, ganhou quatro provas. Neste ano adicionou os 200m livre ao seu programa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.