Kimi é o mais rápido na volta à Fórmula 1

Finlandês, com Lotus, fez o melhor tempo no 1º dia da pré-temporada, em Jerez; Felipe Massa, com Ferrari, ficou em 9º

LIVIO ORICCHIO, O Estado de S.Paulo

08 de fevereiro de 2012 | 03h07

"Há sempre uma ansiedade natural toda vez que vamos pilotar pela primeira vez um novo carro de Fórmula 1'', disse, ontem, Jenson Button, da McLaren, campeão do mundo em 2009. O inglês e outros oito pilotos completaram os primeiros quilômetros dos modelos 2012 de suas equipes, em Jerez de la Frontera, na Espanha - com temperatura que variou de 5 a 17ºC -, dentre eles Mark Webber, da campeã Red Bull, e Felipe Massa, da renovada Ferrari.

Ainda que os tempos sejam pouco representativos, ao menos agora, o mais rápido do primeiro dia de testes da pré-temporada foi Kimi Raikkonen, com a nova Lotus (ex-Renault), de volta à F-1. Ele deu 73 voltas no traçado de 4.428 metros de extensão e registrou na melhor 1min19s670. Webber não pôde iniciar o treinamento porque o modelo RB8-Renault da Red Bull não estava pronto. Ao final do dia, completou 53 voltas. Na melhor fez 1min20s496, quarto.

Massa fala apenas hoje com a imprensa. Amanhã e depois o companheiro de Ferrari, Fernando Alonso, assume o F2012. Quem expôs sua primeira impressão ontem foi o coordenador do projeto italiano, Nikolas Tombazis. Massa completou 69 voltas, a mais rápida em 1min22s815, nona melhor. "Seria arrogante dizer que já estamos, num bom estágio para a abertura do Mundial'', disse Tombazis. "Temos muito trabalho pela frente, mas diria que diante do esperado para o primeiro dia atingimos um bom ponto.''

Williams. A equipe inglesa apresentou ontem o FW34-Renault, carro com o qual pretende voltar a crescer. Porém, falta dinheiro. O orçamento é reduzido, estimado em € 75 milhões (R$ 187 milhões), menor que o da Force India, Sauber e Toro Rosso.

Mas Bruno Senna estava feliz, ontem, por ser a primeira vez desde a estreia na Fórmula 1, em 2010, que poderá se preparar nos testes que antecedem o campeonato. "Isso vai ajudar bastante a me tornar mais consistente, um dos problemas gerados pela falta de treinos.''

Os tempos de ontem: Kimi Raikkonen, Lotus, 1min19s670 (73 voltas); Paul Di Resta, Force India, 1min19s772 (101); Nico Rosberg, Mercedes de 2011, 1min20s219 (56); Mark Webber, Red Bull, 1min20s496 (53); Daniel Ricciardo, Toro Rosso, 1min20s694 (57); Michael Schumacher, Mercedes de 2011, 1min20s794 (41); Kamui Kobayashi, Sauber, 1min21s353 (106); Jenson Button, McLaren, 1min21s530 (60); Felipe Massa, Ferrari, 1min22s815 (69); Heikki Kovalainen, Caterham, 1min23s178 (28); Pastor Maldonado, Williams, 1min23s371 (25); e Pedro de la Rosa, HTR de 2011, 1min23s676 (44).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.