Kirui vence maratona em dobradinha do Quênia; Marílson é 16o

O queniano Abel Kirui venceu neste sábado a maratona masculina no Mundial de Atletismo de Berlim e estabeleceu o novo recorde do campeonato, com 2h06min54s. Foi o terceiro título de grande expressão seguido para o Quênia na prova.

MITCH PHILLI, REUTERS

22 de agosto de 2009 | 12h48

Outro representante do país, Emmanuel Mutai, ficou com a prata, com 2h07min48s. O etíope Tsegay Kebde garantiu o bronze, marcando 2h08min35s.

Mesmo após anos de vitórias em provas de fundo, o Quênia não obtinha sucesso na maratona em grandes competições até Luke Kibet vencer o Mundial de 2007 e Sammy Wanjiru conquistar o ouro na Olimpíada de Pequim, no ano passado.

Dieudonne Disi, de Ruanda, parecia bem na prova, mas começou a cair na marca dos 30 quilômetros, deixando o pelotão dianteiro com três quenianos - Kirui, Mutai e Robert Cheruiyot - e o etíope Deriba Merga. Cheruiyot foi o primeiro a perder terreno, seguido depois por Merga.

Marílson dos Santos foi o brasileiro mais bem colocado. Ele ficou em 16o, com o tempo de 2h15min13s. Adriano Bastos foi o 19o.

Tudo o que sabemos sobre:
ATLETISMOMARATONA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.