Ernesto Rodrigues/AE - 5/7/2011
Ernesto Rodrigues/AE - 5/7/2011

Kleber nega pedido de aumento e estranha nota do Flamengo

Atacante se irrita com notícia de que teria forjado uma lesão para não jogar e garante que ninguém o ofereceu ao time carioca

, O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2011 | 00h00

SÃO PAULO - Após o silêncio de quarta-feira, quando voltou a campo após três jogos ausente e muitas confusões, o atacante Kleber resolveu se pronunciar nesta quinta-feira.

Ainda sem o tão desejado aumento salarial (mas com a promessa de valorização em janeiro), o jogador criticou o Flamengo pela nota divulgada há dois dias e também a imprensa, que teria inventado notícias suas.

"Fico bravo com as mentiras nisso tudo. Falaram que dei 'migué' (inventado a lesão para não jogar), que fui oferecido, que tive conversa de aumento, que falei que não iria para o jogo (contra o Flamengo). Isso me deixa chateado", reclamou. "Nunca dei 'migué', tenho exames que comprovam minha lesão."

Na quarta-feira, o Flamengo soltou uma nota oficial explicando que o empresário do jogador, Giuseppe Dioguardi, avisou que o Palmeiras queria negociar o atleta. Kleber desmente.

"Fico espantado porque essas notícias só saem depois. A nota saiu após a decisão que eu ia jogar. Isso é estranho. Não preciso ser oferecido para ninguém", falou. "Acho que foi uma infelicidade de quem escreveu (a nota), porque deveria falar a verdade."

O atacante negou também que teria pedido para não enfrentar o Flamengo e que nunca conversou sobre o aumento antes da partida - o presidente Arnaldo Tirone foi até a concentração do time para conversar com ele e com Luiz Felipe Scolari.

"Não sei de onde saiu que eu não iria jogar. Concentrei, almocei, tudo normal. Estava pronto para o jogo", afirmou.

Veja também:

som ESTADÃO ESPN - Kleber rebate crítica do Flamengo por falta de 'fair play'

link Após nova polêmica, Kleber é defendido por Felipão

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasKleberFlamengo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.