Kleber vira piada entre os jogadores

Ao divulgar a carteirinha do atacante Kleber como sócio da Gaviões da Fiel, o objetivo da torcida corintiana talvez fosse transformar o Palmeiras num caos. Pelo jeito, o feitiço virou contra o feiticeiro. O técnico Luiz Felipe Scolari revelou que o episódio fez com que o jogador se tornasse alvo de piadas e o ambiente no clube melhorou muito.

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

25 de agosto de 2011 | 00h00

"Posso dizer que a Gaviões nos ajudou. Está muito bom trabalhar aqui depois desse episódio. Se fizermos um balanço de tudo que aconteceu, saímos ganhando", disse Felipão, que completou. "Até quem não brincava com o Kleber está tirando sarro. É ótimo dar uma relaxada no ambiente. Estávamos precisando."

Felipão entrou na brincadeira e disse que, se forem buscar, vão encontrar sua carteirinha de torcedor do Grêmio. Os jogadores também tentam minimizar. "Na minha família tem corintiano e são-paulino. Meu pai é corintiano, mas anda com a camisa do Palmeiras por minha causa. O importante é que nós todos somos profissionais e honramos a camisa", disse o lateral Cicinho.

Entre os torcedores, alguns se irritaram, mas a maioria deu de ombros e admitiu que é normal um jogador torcer para um clube que não seja onde ele joga. Por isso, todos esperam um reencontro do atacante com a torcida sem muito problema hoje à noite. A irritação das arquibancadas é muito maior pelo fato do atacante estar há dez jogos sem marcar.

Mas, para evitar polêmica, a diretoria resolveu blindar o jogador. Ele não vai dar entrevistas, pelo menos até domingo. Ontem, durante o treino na Academia de Futebol, Kleber mostrou-se tranquilo e brincou bastante durante o rachão.

Moral com o chefe. Para mostrar o quanto não está preocupado com a polêmica, Felipão acabou com as especulações e garantiu que, se tiver pênaltis hoje e, principalmente, no domingo, Kleber vai bater. "Já vou avisar. Meu batedor de pênalti é o Kleber, segundo o Assunção e terceiro o Henrique. Não quero saber para quem eles torcem", avisou.

Por falar em pênalti, se o Palmeiras vencer o jogo por 2 a 0, a decisão da vaga será nas penalidades máximas. E o treinador já decidiu quem serão os cinco cobradores: Kleber, Marcos Assunção, Luan, Thiago Heleno e Henrique. O quinteto treinou ontem e o aproveitamento foi positivo.

O assunto é tratado em sigilo, mas pessoas no clube afirmam que Kleber prepara uma comemoração especial se marcar um gol no clássico de domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.