Gustavo Nacarino/Reuters
Gustavo Nacarino/Reuters

Kobe Bryant exalta vitória sobre Espanha em amistoso

Norte-americanos venceram por 100 a 78 contra os espanhóis

Agência Estado - AE,

25 de julho de 2012 | 08h24

BARCELONA - Uma das partidas mais aguardada dos Jogos Olímpicos, envolvendo as fortíssimas seleções de Espanha e Estados Unidos no basquete masculino, foi realizada de forma amistosa nesta terça-feira, em Barcelona. E quem previa um confronto equilibrado entre as duas maiores forças da modalidade viu um show norte-americano, com vitória por 100 a 78 na casa dos espanhóis.

Após o jogo, os vencedores, como não poderia ser diferente, exaltavam a grande diferença aberta sobre um rival tão complicado. Já os derrotados batiam na tecla de que o amistoso servia para corrigir erros e que o jogo que vale será na Olimpíada.

"Nós jogamos bem contra dois times fortes, Argentina e Espanha, então acho que fizemos o nosso melhor", disse Kobe Bryant, comentando a fase de preparação dos EUA para os Jogos. "Eu acho que isso nos mostra coisas que nós queríamos fazer diferente, algumas coisas que nós estamos fazendo certo, e eu acho que por causa disso nós estamos confiantes quanto às nossas chances", completou o jogador do Los Angeles Lakers.

Além da Espanha, os Estados Unidos fez outros quatro amistosos de preparação. A menor diferença foi na vitória por 86 a 80 contra a Argentina. O Brasil foi quem menos sofreu pontos, perdendo por 80 a 69. A Grã-Bretanha foi atropelada por 118 a 78 e só não fez menos feio que a República Dominicana (que não vai a Londres), batida por 113 a 59.

Já os espanhóis até então estavam invictos, mas com vitórias menos convincentes sobre Grã-Bretanha (78 a 74), França (75 a 70) e Austrália (75 a 69), entre outros. O time só brilhou contra a Argentina, vencendo por 105 a 85 no sábado.

Para Pau Gasol, porta-bandeiras da Espanha na Cerimônia de Abertura, muita coisa vai rolar até o fim dos Jogos. "Prefiro perder hoje e ganhar em Londres. Se os enfrentarmos, confiaria na nossa equipe para darmos o máximo e termos a possibilidade de ganhar dessa seleção tão forte. Não gosto de perder, nem amistoso, muito menos na minha casa. Mas entendo que esta é uma partida de preparação", disse Gasol, nascido em Barcelona.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.