Laila Ali nocauteia Christy Martin

A boxeadora norte-americana Laila Ali, filha do lendário Muhammad Ali, manteve o título mundial dos supermédios, neste sábado, em Biloxi, no Mississippi, ao nocautear a compatriota Christy Martin, aos 48 segundos do quarto assalto. Ela cumpriu a promessa de que a adversária não passaria do quinto round. O primeiro a parabenizar a invicta lutadora, de 25 anos, foi o próprio Ali, que foi ovacionado pelos 9.888 espectadores. ?Estou orgulhoso de você?, afirmou o ex-campeão mundial dos pesos pesados. Roy Jones Jr., atual campeão mundial dos pesos pesados pela Associação Mundial de Boxe, também esteve presente no ginásio. Laila Ali dominou completamente a luta e obrigou a adversária de 35 anos a dobrar os joelhos no terceiro assalto. No início do quarto round, Ali concretizou a 16ª vitória consecutiva e o 13º nocaute. Cada lutadora recebeu uma bolsa de US$ 250 mil. ?Ela é muito grande e muito pesada, além de estar em grande forma?, reconheceu Martin, de 1,63 metro, que pesou 71,5 quilos, muito acima do seu normal que era de 65 quilos. Ali tem 1,78 metro e pesou normais 72,9 quilos. A exemplo de seu pai, Laila afirmou ser mais forte que a rival, mas também a elogiou. ?Venci pois sou mais forte que ela, mas tive de encaixar alguns golpes de Christy. Eles me acertaram, mas não me feriram.? Ao final do combate, Martin tentou cumprimentar Ali pela vitória, mas foi impedida por Yayha McClain, marido de Ali e um dos promotores do evento. Martin afirmou que ainda não pensa em aposentadoria. Antes a lutadora, que ganhou notoriedade ao fazer preliminares das lutas de Mike Tyson, quando era empresariada por Don King, quer alcançar 50 vitórias. Seu cartel apresenta 45 vitórias, três derrotas e dois empates.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.