Arquivo/AE
Arquivo/AE

Lance Armstrong poderá participar da Volta de Gila

Acordo permitirá que norte-americano dispute a prova; regulamento impedia ciclistas de alto nível

Agencia Estado

28 de abril de 2009 | 14h49

Lance Armstrong vai participar da Volta de Gila, prova de cinco dias que começa na quarta-feira, no estado do Novo México, EUA. Esta será a primeira prova com a participação do heptacampeão da Volta da França depois que ele fraturou a clavícula durante uma competição na Espanha, no mês passado.

Jack Brennan, diretor da prova, disse nesta terça-feira que Armstrong, além de Levi Leipheimer e Chris Horner, poderão competir, depois de um acordo com a União Ciclística Internacional.

Andy Lee, porta-voz da USA Cycling, entidade que rege o ciclismo nos Estados Unidos, confirmou que foi necessário entendimentos com a UCI, já que ela proíbe a participação de ciclistas de alto nível em provas de alcance apenas nacional, que teriam um nível técnico inferior. "A USA Cycling e a UCI trabalharam em conjunto para encontrar uma solução", disse.

O compromisso permitirá que até três membros de uma equipe profissional participe da prova individualmente, sem um chefe de equipe. Brennan também disse que os atletas da Astana irão correr vestindo macacões da Mellow Johnny''s, loja de bicicletas de Lance Armstrong.

"Qualquer oportunidade de Lance Armstrong correr nos Estados Unidos é uma coisa boa. E ele competir na Volta de Gila com Levi e Chris é bom para o ciclismo nos Estados Unidos", comemorou Lee.

A recuperação de Armstrong foi surpreendente: após a lesão, a expectativa era de que ele levasse até quatro meses para ter condições de competir, o que o impediria de disputar não só a Volta da Itália como a Volta da França, que venceu entre 1999 e 2005 e era sua prioridade para a temporada de retorno.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.