AO VIVO

Confira tudo sobre a Copa do Mundo da Rússia 24 horas por dia

Landis explica que alta dose de testosterona é natural

O ciclista norte-americano Floyd Landis afirmou nesta sexta-feira que ganhou a Volta da França de maneira honesta e que não pode ser acusado de doping, pois o seu organismo produziria "de forma natural uma alta quantidade de testosterona (hormônio masculino)". "Os atletas de elite produzem de forma natural esta substância. No meu caso, é ainda maior. Insisto em afirmar que não é um caso de doping", explicou o ciclista, de 30 anos, que deu positivo no exame realizado pela 17ª etapa da Volta da França. Landis ainda pediu para que os membros da União Internacional dos Ciclistas (UCI), antes de tomarem uma decisão, realizem um estudo endocrinológico para comprovar que a testosterona foi produzida naturalmente pelo seu organismo. "A vitória na Volta da França é fruto de muitos anos de treinos, dedicação e de sonhos de milhares de quilômetros", afirmou Landis. Por causa do doping, o norte-americano pode perder o título da competição francesa para o espanhol Oscar Pereiro, que foi o segundo colocado. No final de junho, antes do início da Volta da França, vários ciclistas foram pegos pelas autoridades espanholas numa gigantesca rede de dopagem através de transfusão sanguínea - dentre eles estavam o alemão Jan Ullrich e o italiano Ivan Basso, que eram uns dos favoritos da competição francesa.

Agencia Estado,

28 Julho 2006 | 13h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.