Divulgação/Laureus
Divulgação/Laureus

Laureus lança campanha e cria fundo para auxiliar vítimas de guerra na Ucrânia

Movimento esportivo mundial busca mitigar os efeitos da crise humanitária gerada pelo conflito com russos no Leste Europeu

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de março de 2022 | 17h22

Foi anunciado nesta quinta-feira, o lançamento da campanha "Laureus Sport for Peace Humanitarian Action Fund", que almeja aliviar o drama e o desastre humanitário consequentes da invasão russa à Ucrânia, que já dura mais de vinte dias e tem provocado destruição e grande fluxo migratório no Leste Europeu.

A Laureus é uma organização esportiva não política fundada em 2000 e que se utiliza da força que o esporte tem para melhorar as vidas de jovens ao redor do mundo. Nos últimos, ela já ajudou mais de seis milhões de pessoas ao redor do mundo a elevarem suas qualidades de vida. Ela também é a responsável por organizar e conceder o "Prêmio Laureus do Esporte Mundial", que homenaegia atletas e organizações que obtiveram importantes conquistas esportivas ao longo do ano.

O fundo irá oferecer suporte às Ong's e instituições que estão provendo alimento, água, medicamentos, saneamento básico e abrigo para a crescente população vulnerável na região. Além disso, também oferecerá auxílio àqueles que estão refugiados e conseguiram deixar a Ucrânia, em direção a países vizinhos.

Todas as doações, sejam de empresas, atletas e órgãos esportivos, serão destinadas para entidades parceiras que estão trabalhando na linha defrente do conflito, como a Unicef e a Cruz Vermelha. Doações públicas também podem ser realizadas através da plataforma online "Just Giving".

Esse programa será beneficiado diretamente da campanha "Play your Part", lançada essa semana por Andriy Schevchenko, ex-atleta e treinador ucraniano e embaixador da Laureus. Na ocasião, afirmou que "assim como outras milhões de pessoas, meus amigos e familiares estão encurralados, com a ameaça constante de bombardeios e tiros. Está se tornando cada vez mais difícil para os ucranianos obterem alimentos, água e outros bens fundamentais para a sobrevivência. Eu peço a todos que façam o que puderem para doar e ajudar milhões de inocentes que estão sofrendo com este conflito".

Sean Patrick, presidente da Laureus Academy, afirmou que "o Fundo possibilitará utilizarmos o poder do esporte para prover suporte em conjunto com entidades humanitárias. A longo prazo, também nos auxiliará a ajudar pessoas e comunidades a se recuperarem"

Uma porcentagem dessas doações será destinada para esses planos de recuperação a longo prazo, focando na utilização de atividades esportivas para jovens que vivem em comunidades afetadas, além de estimular a coesão e o diálogo pacífico em locais com grande volumes de refugiados.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.