(Rodrigo Coca / Ag. Corinthians)
(Rodrigo Coca / Ag. Corinthians)

Lázaro elogia postura do Corinthians e projeta adaptação gradual de Vítor Pereira

Interino revelou que já conversou com o novo treinador e iniciou processo de transição da comissão técnica

Redação, Estadão Conteúdo

27 de fevereiro de 2022 | 14h43

Fernando Lázaro gostou do que viu na vitória por 1 a 0 do Corinthians sobre o Red Bull Bragantino, neste domingo, e acredita que Vítor Pereira, novo treinador do clube, também tenha gostado. Ciente de que ainda há pontos a melhorar, mas satisfeito com o desempenho contra um adversário forte, o interino elogiou a postura do elenco em coletiva de imprensa alguns minutos depois de ter uma conversa com Pereira, que viu o jogo da arquibancada da Neo Química Arena.

"Foi um grande enfrentamento, contra um time de Série A, da primeira parte da Série A. É um time que exige muito na transição, tem boa qualidade, por isso foi um jogo de grande nível, que permitiu ao mister (Vítor Pereira) e à comissão acompanharem em vários aspectos as coisas positivas e as que precisam ser melhoradas", comentou Lázaro, que assumiu o comando técnico quando Sylvinho foi demitido após derrota para o Santos, na terceira rodada do Paulistão.

Em cinco jogos, o interino somou quatro vitórias e um empate, portanto entrega ao treinador português um Corinthians líder do Grupo A do estadual, com 17 pontos e bem encaminhado para garantir vaga nas quartas de final. Mesmo com a situação positiva, ele avalia que será necessário algum tempo para que Pereira e sua comissão se adaptem.

"Tivemos a oportunidade de conversar hoje após o jogo, muito mais sobre os processos que são feitos no clube, para entender e ajustar a forma que ele tem de estabelecer os processos. Vamos ter tempo agora para entrar em detalhes técnicos, táticos, questões gerais da equipe", disse. "O tempo não consigo precisar. Gradualmente, vão se inteirar das competições, conhecer melhor a questão do calendário, da cultura, que seja o quanto antes, o tempo é relativo nesse caso", completou.

Na Arena, a comissão portuguesa viu um time que criou boas chances no ataque, apesar de ainda depender muito de jogadas individuais e sofrer bastante na defesa. O desempenho defensivo, segundo Lázaro, não foi ruim. Para ele, o time precisou trabalhar mais lá atrás por causa da forma como o Red Bull joga.

"O Cássio teve uma participação importante no final do jogo, decisivo, assim como o goleiro deles. O principal fator é um adversário de qualidade, que cria, tem versatilidade, se conhece e tem jogadores que jogam juntos há muito tempo. Um grande trabalho do Barbieri. Estivemos bem, com alguns pontos isolados a se destacar e a serem corrigidos. Não acho que foi uma partida ruim defensivamente, mas sim exigiu muito por causa do adversário", opinou.

Após a despedida com vitória de Fernando Lázaro, Vítor Pereira inicia o trabalho como treinador na preparação para o clássico contra o São Paulo, marcado para as 16 horas do próximo sábado, no Morumbi, pela décima rodada do Paulistão.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCorinthiansCampeonato Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.